O Garboso Navio-Veleiro “Cisne Branco” logo mais estará manobrando para atracar no porto de Belém conduzido por Práticos da Barra

1
200

O garboso Navio-Veleiro “Cisne Branco”, que é sem dúvida alguma o Cartão Postal da nossa gloriosa Marinha do Brasil, quando no último dia 9, em plena baia de Todos os Santos, manobrava para atracar no porto de Salvador, para uma visita de cortesia, onde foi recebido pelas autoridades navais do 2º Distrito Naval.
No momento o “Cisne Branco” já está navegando na rota de Belém, onde aportará logo mais na capital paraense para mais uma visita, sendo a sua presença no cais do porto uma festa. Como acontece em todas as suas escalas em Belém, o seu Comandante, em conjunto com o 4º Distrito Naval, recebe a bordo ilustres convidados civis e militares. No Comando do “Cisne Branco” está o Capitão-de-Mar e Guerra João Alberto Araújo Lampert, Oficial Superior da nossa Armada, do mais alto nível, com uma tripulação de seletos oficiais e Praças. (Foto: “Sgtº. Lucas”).

Duas personalidades que se destacaram no setor naval ambos diretores da SOAMAR-Belém

Duas ilustres personalidades, por sinal, ambos engenheiros, Diretores da SOAMAR-Belém, que muito colaboram com a entidade que reúne os soamarinos de Belém, trata-se de Kleber Menezes, Secretário de Estado de Transportes e o empresário Carlos Nascimento, com o colunista, que também faz parte da Diretoria da SOAMAR, isto há mais de 30 anos.
Ambos soamarinos, gozam de extraordinário conceito junto às autoridades navais de nossa capital, especialmente pelo excelentíssimo vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, Comandante do 4º Distrito Naval, cujo trabalho dispensa elogios. (Foto: Luis Celso).

Atividades

Em grande atividade o todo poderoso SINDARPA, hoje tendo como presidente o conhecido e conceituado armador e empresário Eduardo Carvalho, que, inclusive, no mês de março último manteve uma serie de importantes encontros com autoridades ligadas ao setor, inclusive com o ilustre Comandante da Capitania dos Portos-CPAOR, CMG Santiago.

Lancha

Dizem na beira do cais, não sei… que a lancha que atualmente está fazendo a linha direta Belém/Soure/Belém, tem as mesmas características da “Luar-C”, aquela que naufragou na baia, com diversas vítimas fatais, quando se dirigia para a cidade de Ponta de Pedras no Marajó. Se verdade, todo cuidado é pouco. Segurança é obrigação de todos. Eu volto.

Praticantes

Pouco a pouco os Praticantes Alunos de Náutica e de Máquinas, saídos no final do ano pelo CIABA-Belém e CIAGA-Rio de Janeiro, estão embarcando nos navios mercantes para o estagio final de um ano. Recentemente duas jovens oriundas do CIABA embarcaram no NT “Oscar Niemeyer” da empresa Transpetro, hoje com programação no sul e sudeste.

MARESIAS

Numa singela cerimônia presidida pelo vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, assumiu as funções de Chefe do Estado-Maior do 4º Distrito Naval, o Capitão-de-Mar e Guerra Jorge Luiz Mesquita de Medeiros, interinamente até a chegada do titular efetivo, em substituição ao CMG Dantas, transferido para a Reserva.

Os catamarãs construídos em Belém para o Governo do Estado de São Paulo, pelo estaleiro “ABS NAVAL”, que fazem a travessia Santos/Guarujá/Santos, continuam fazendo sucesso naquela rota, bastava um deles para solucionar o problema da linha direta Belém/Soure/Belém, com capacidade, inclusive, para 200 passageiros. Muito bom seria.

Todos os sindicatos da Amazônia ligados ao setor aquaviário estão mobilizados em favor da criação no mais breve possível da Polícia Federal Hidroviária, tendo em vista os constantes assaltos que continuam acontecendo na região, inclusive, recentemente, mais um comboio foi vítima dos “piratas” na Amazônia Oriental. Triste.

Com certeza já chegou às mãos do Diretor de Portos e Costas-DPC, vice-almirante Lima Filho, o expediente assinado pela presidente da Câmara Municipal de Bragança Irene dos Santos Farias, no qual está solicitando a criação de uma Agência Fluvial da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental-CPAOR, considerando o grande movimento de embarcações.

Nosso grande amigo empresário Carlos Cabral Rebelo, acompanhado de toda sua mobília, continua bordejando em complexo relax por Viena, de onde em linha direta manteve demorado contato com o colunista. Seu retorno a Belém está previsto para o final deste mês, para a cerimônia de inauguração oficial do J.R.Petróleo Ltda.

Mais um mandato. O armador fluvial de Rondônia, Raimundo Holanda, foi reeleito por unanimidade para mais um mandato na presidência da FENAVEGA-Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviárias. Esse novo mandato terá a duração de quatro anos, ou seja, até 2021. Essa entidade tem sua sede agora na capital federal.

Ficou acordado que, após o novo mandato de Raimundo Holanda a frente da FENAVEGA, o seu substituto deverá ser o jovem armador José Rebelo III, vice-presidente da entidade. Ele, por sinal, realizou um extraordinário trabalho a frente do SINDARPA-Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial Lacustres e das Agências de Navegação do Pará.

Já tem gente chiando no setor com relação ao que vem acontecendo numa importante entidade, mas isto só voltará ao assunto depois da devida confirmação, mesmo porque com coisa séria não se brinca. Respeito e honestidade é obrigação de todos. Além de tudo, “ninguém é dono de nada e tudo é passageiro”.

BEIRA DO CAIS

Muita gente não sabe, mas a conceituada empresa de navegação ARAPARI, que também atua no sistema rodofluvial de passageiros, é pioneira nessa travessia, sem registrar nenhum acidente, fundada pelo saudoso armador e empresário nosso amigo Lourival (PAI) cuja empresa tem muito contribuído para o desenvolvimento do nosso estado.

Hoje, a diretoria da toda poderosa CNT-Confederação Nacional dos Transportes, entidade maior do setor, com sede em Brasília, conta com diversos representantes da Amazônia na sua diretoria, entre eles, José Rebelo III, do Pará, e que pertence ao poderoso Grupo REICON, atual vice-presidente da FENAVEGA, hoje sediada na capital Federal.

Ontem chegou a informação para a coluna, que no momento o tráfego de embarcações para o Marajó está até maior do que o necessário. Na verdade, essa situação tem que ser devidamente regularizada por quem de direito. Aliás, nesta primeira quinzena de maio, estará entrando em tráfego o super ferry-boat “São Gabriel”, para 1.000 passageiros.

Hoje, a grande novidade no porto de Belém será o Navio-Veleiro “Cisne Branco” da gloriosa Marinha do Brasil, que, inclusive, dará apoio à Regata que vai ser realizada no próximo dia 21 na baia de Guajará, numa iniciativa muito elogiável do Comando do 4º Distrito Naval, SOAMAR e o Movimento “Cisne Branco”. Vai ser sucesso absoluto.

Estamos chegando ao final do primeiro trimestre de 2017 e, até agora, nada de positivo da retirada do Pedral do Lourenço. Promessas e mais promessas não cumpridas. O rio Tocantins continua fechado para o tráfego de grandes comboios, com isto prejudicando grandemente a região da qual faz parte o Maranhão, Goiás, Tocantins e Pará. (AS).

COMPARTILHAR

Um comentário

  1. Boa noite!

    Caro amigo Alyrio sabba, O Que você possa me informar .Oque aconteceu com os cursos de MOM (Moço de máquinas) e MON (Moço de convés) respectivo do Primero grupo da área marítima.Que anteriormente eram feitos no CIABA ?
    Pergunto a você pelo seu conhecimento na área da Marinha Marcante ,me desculpe .
    Desde já agradeço.

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome