Graças ao Comandante da Marinha hoje a Marinha Mercante Brasileira conta com a sua Bandeira sempre presente nos grandes eventos da nossa Marinha

0
125

Muita gente não sabe, mas graças ao Comandante da Marinha Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, hoje a Marinha Mercante Brasileira tem a sua Bandeira. Ele esteve no Chile assistindo a um desfile militar pela Marinha de Guerra chilena, do qual participavam também os Alunos da Escola de Marinha Mercante, ostentando a sua Bandeira. Passou a ideia para o Centro de Capitães da Marinha Mercante, que de imediato tomou as providências, através do seu Presidente Comandante CLC Álvaro Almeida, por sinal, paraense, e hoje a Bandeira está sempre presidente nos desfiles oficiais da nossa Armada.
Em Belém, onde funciona um dos melhores estabelecimentos de ensino marítimo do mundo, o Comandante Álvaro Almeida apresentou a referida Bandeira ao exmo. Vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, em meio a significativa cerimônia, como aparece na foto feita por Luis Celso.

Ministro dos Transportes anunciou que até julho será iniciada a retirada do Pedral do Lourenço

O Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintela, anunciou que, para este ano, as obras prioritárias são a derrocamento do Pedral do Lourenço, situado na Hidrovia do Tocantins, no Estado do Pará, e a dragagem do rio Madeira, no trecho entre o Amazonas e Rondônia.
De acordo com o Dnit e o Ibama, as pendências legais para o início do derrocamento do trecho estão na iminência de serem sanadas. A previsão é que, em julho, saia a ordem de serviço para a obra. A intervenção consiste em desgastar os pedrais que impedem a navegação de comboios de carga na Hidrovia do Tocantins durante os meses de setembro a novembro, período em que o rio fica mais raso.

Destaque feminino no setor da navegação fluvial dirige com sucesso a empresa Camila Navegação

Hoje a coluna faz um destaque muito especial, desta vez para a armadora mais jovem do Pará, a Srª. Priscila Pantoja, diretora-maior da empresa Camila Navegação, que opera, inclusive, nos serviços de travessias, aparecendo na foto com o então Capitão dos Portos, na ocasião o CMG Sérgio Duarte, após receber o Diploma de Amiga da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – CPAOR.
Portadora também da Medalha Amigo da Marinha, estranhou não ter sido convidado para a recente cerimônia dos 171 anos dessa importante Organização Militar da Marinha do Brasil, ela que é sempre presença festejada nos eventos da nossa Armada em nossa capital. (Foto do Arquivo do colunista).

MARESIAS

Engraçado. Por diversas vezes os “boateiros” da “beira do cais” anunciaram a saída do PHD Parsifal Pontes, da presidência da CDP-Companhia Docas do Pará. Ele, com a modéstia que lhe é peculiar, continua firme e forte, navegando por cima das turbulências.

Por falar em CDP, o cedepeano Raul Ramos Moreira ficou satisfeitíssimo pela homenagem recebida da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, quando da cerimônia alusiva aos 171 anos dessa importante OM da nossa Marinha, hoje sob o Comando do CMG Santiago.

A nossa “Tribuna Marítima”, editada há mais de 40 anos, circulando em edição especial pelo transcurso de mais um Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, Data Magna da nossa gloriosa Marinha do Brasil que decorre no próximo daí 11 com cerimônia militar no CIABA.

Aquela novidade anunciada pelo colunista envolvendo o setor portuário do Pará, já está a caminho. Os nossos leitores serão informados em absoluta primeira mão. Portanto, olho vivo, já que a mesma vai atingir os alicerces de algumas empresas. Depois eu volto.

Com o fechamento de diversos estaleiros de grande porte no sul e sudeste, o desemprego na área da indústria naval atingiu mais de 50 mil trabalhadores, das diversas categorias, inclusive técnico e engenheiros navais, o que é muito lamentável para todos.

Muita gente querendo saber qual função federal foi recusada pelo grande mestre Dr. Mecenas Gonçalves. Se ele autorizar, com certeza, depois eu conto. Aliás, o seu movimentado Escritório de Advocacia faturou mais um importante cliente da área fluvial.

A convite o seu executivo em Belém, o colunista estará visitando o Escritório do poderoso Grupo HB-Hidrovias do Brasil, que hoje está presente na Amazônia operando grandes comboios fluviais transportando grãos e dois grandes navios transportando bauxita.

Nada de oficial chegou sobre a retirada do navio boiadeiro “HAIDAR” do local onde naufragou em Vila do Conde. Até agora nada sobre a anunciada licitação internacional que foi feita pela Secretaria Nacional de Portos. Resta agora somente aguardar.

Diversos armadores de Manaus estarão presentes na próxima reunião que será realizada na FIEPA-Federação das Indústrias do Estado do Pará, como o Secretário Nacional de Portos, Luiz Otávio Oliveira de Campos. Diversos assuntos estarão em pauta.

O colunista recebeu também atencioso convite da Marinha, através do nosso muito estimado vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, para visitar a Estação da nossa Armada no Continente Antártico. Infelizmente, para a data prevista, não será possível.

BEIRA DO CAIS

Navegar é preciso, mas com muito conforto e segurança, isto a HENVIL Transportes vai oferecer a partir de mais alguns dias através do super ferry-boat “São Gabriel” na rota do Marajó, cobrindo o percurso Belém/Camará em apenas duas horas e meia, com tudo a bordo para atender o mais exigente turista. Muito bom.

Nosso muito estimado amigo armador e empresário Eduardo Carvalho, hoje mais uma vez na presidência do SINDARPA-Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial Lacustre e das Agências de Navegação do Estado do Pará. Vem se revelando também cada vez mais a frente da Associação de Plataformas Logísticas do Pará. Tem 40 anos de beira de cais.

O deputado estadual Luiz Rebelo Filho, que também é armador fluvial, diretor da Empresa de Navegação Bom Jesus, precisa prestigiar os eventos ligados ao setor já que a sua empresa tem papel importante no transporte de passageiros na Amazônia Oriental. Assim como o meu muito estimado deputado estadual Celso Sabino.

O saudoso armador amazonense que era também conhecido como “Almirante da Água Doce” pelo amor que ele dedicava à nossa Marinha do Brasil, onde foi muito querido, tanto assim que era um dos poucos no Brasil, detentor da Medalha de Serviços Distintos, cuja imposição foi feita em cerimônia militar em nossa capital.

Tudo indica que o nosso muito estimado amigo Almirante-de-Esquadra Marcus Vinicius Oliveira dos Santos, que foi Comandante do 4º DN, hoje Ministro do Supremo Tribunal Militar e que esteve recentemente em nossa capital, deverá ser dentro de mais dois anos o Presidente dessa Corte Superior, que tem sede em Brasília. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
16 + 2 =