Em cerimônia militar realizada na última quinta-feira tomou posse o novo Comandante do CIABA em nossa capital

0
190

Numa cerimônia militar muito prestigiada, presidida pelo excelentíssimo vice-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, Comandante do 4º Distrito Naval, tomou posse o novo Comandante do CIABA, hoje conhecido nacionalmente como Universidade do Mar, trata-se do ilustre Capitão-de-Mar e Guerra Marcelo Baptista Santos, em substituição ao Capitão-de-Mar e Guerra Fábio da Silva Andrade, que marcou o seu trabalho com grandes realizações, partindo agora para outra missão no Rio de Janeiro.
O novo Comandante da nossa Universidade do Mar é um Oficial Superior da nossa Marinha de alto nível, estando imbuído dos melhores propósitos para também realizar um grande trabalho. Flashes da cerimônia e do coquetel feitos por Luiz Celso especialmente para a coluna.

Jovem destaque do setor aquaviário nacional recebeu a Medalha “Jornalista Alyrio Sabbá”

O jovem armador e empresário Dr. José Rebelo III, diretor-presidente do Grupo REICON e Vice-Presidente da FENAVEGA-Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviárias, com sede em Brasília e futuro presidente dessa entidade de grau superior, foi um dos agraciados pelo SINDARPA com a Medalha “Jornalista ALYRIO SABBÁ” em noite de gala no PÍER- 47, prestigiada por ilustres convidados.
Conforme informações anteriormente, essa Comandante foi criada por aprovação do Conselho do SINDARPA, quando ele era o presidente do mesmo, onde por sinal realizou um grande trabalho. Ele aparece na foto. (Foto: Luis Celso).

Ainda a disputa pela CDP

Com a anunciada saída de Parsifal Pontes da presidência da CDP – Companhia Docas do Pará, para cumprir uma importante missão política, surgiram diversos interessados, ou seja, um total de cinco aspirantes a função. Todos eles podem ficar certos que assumirá a presidência da estatal a Drª. Helena Moscouso, conforme já informou o colunista em primeira mão.
O Professor Carlos Maneschy, convidado para substituir Parsifal Pontes, declinou do convite e, indicado pela mesma fonte, assumiu uma das diretorias da SUDAM, com apoio lá do Planalto.

MARÁ ALTA

A cordialidade existente entre o Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Estado do Pará e a Federação dos Fluviários do Estado do Pará que reúne diversos sindicatos de diversas categorias, tanto assim que o ultimo Acordo Coletivo foi fechado em apenas uma reunião.

MARÉ BAIXA

O resultado precipitado do acidente que envolveu o navio de cabotagem “Mercosul Santos” e o Comboio Fluvial da empresa de navegação Bertolini, culminou com o naufrágio do Empurrador em pleno rio Amazonas na proximidades da cidade de Óbidos causando inclusive vitimas fatais.

MARESIAS

Na mesa do colunista convite para a cerimônia de posse de novo Capitão dos Portos. Assume a função o Capitão-de-Fragata Robson Carneiro no próximo dia 25.

A noticia sobre a possível privatização da nossa CDP-Companhia Docas do Pará, mexeu com os alicerces do “CASARÃO” da Presidente Vargas, que já tem destino certo.

Muita gente não sabe, mas a CNA-Companhia de Navegação da Amazônia operou por algum tempo na Hidrovia Tietê-Paraná, no transporte de etanol. Bons tempos.

Comenta-se na “beira do cais” que um grupo de Belém, voltado para o setor aquaviário, poderá trocar de dono, envolvendo uma grana alta. Se confirmado, voltarei.

Belém já teve uma linha fluvial direta para o Rio Branco-Acre, mas só operava na época do rio cheio, era a Empresa de Navegação Acreana que fazia essa rota.

Grupos do sudeste voltados para o setor de operações portuárias continuam chegando a Vila do Conde. O melhor será prestigiar aqueles genuinamente regionais.

O Banco do Desenvolvimento Econômico e Social-BNDES já está catalogando as empresas ligadas ao setor inadimplentes, portanto, “barbas de molho”. Eu volto.

Dia 28, o “Dia Nacional dos Portuários”, pelo que se observa, pelo menos aqui na Amazônia, não tem muita coisa para ser comemorada, como antes acontecia. Triste.

Chega-nos a informação que tem empresas de navegação e do setor portuário aviltando as tarifas, o que não é nada legal, especialmente em tempos de crise.

A retirada do navio “HIADAR” do local onde naufragou em Vila do Conde, poderá acontecer ainda no decorrer deste semestre, graças a Secretaria Nacional de Portos.

Por compromisso familiar inadiável, o colunista deixou de participar da cerimônia de posse do novo Comandante do CIABA, bem como da última reunião da SOAMAR.

Foi bastante prestigiado o Jantar de Confraternização do SINDARPA, o nosso bom Almirante Edervaldo, foi homenageado com o Mérito da Navegação Fluvial, merecidamente.

Consta que aquele movimento promovido por importantes iatistas, deverá continuar para a volta do nosso IATE CLUBE aos seus verdadeiros donos, ou seja, os associados.

Os operadores das travessias fluviais continuam com as tarifas fora da realidade. Estão necessitando de um reajuste para poder compensar a subida de combustível.

Muita gente não sabe, mas a cidade de Bragança já teve Agência da Capitania, assim como Marabá, e Abaetetuba uma Capatazia, isto há alguns anos passados.(AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
18 + 21 =