Camila Navegação continua se destacando nos serviços de travessia no Baixo Tocantins e Baixo Amazonas

0
76

A empresa de navegação CAMILA, que também opera nos serviços de travessias atendendo o Baixo Tocantins-Carapajó/Cametá e outras do Baixo Amazonas vêm consignando muitos elogios, inclusive de autoridades navais. Muitas vezes premiadas, uma delas, quando Capitão dos Portos o nosso amigo CMG Aristide de Carvalho Neto, hoje na Reserva, que aparece entregando o Troféu para a mais bela armadora da Amazônia, a Drª. Priscila Pantoja.
Aliás, essa empresa, segundo o seu presidente e fundador, Benedito Pantoja, tem novos projetos para serem colocados em prática no decorrer deste semestre, inclusive a construção de novas embarcações, esperando também diversificar as suas atividades comerciais. (Foto: Luis Celso).

Carta ALYRIO SABBÁ no Ministério dos Transportes com uma serie de reivindicações

O Ministro dos Transportes Valter Casimiro, está dando uma atenção muito especial a Carta ALYRIO SABBÁ, apresentada pela FENAVEGA-Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviárias e diversos Sindicatos do setor quando do encerramento do TRANS-2018, com uma serie de reivindicações voltadas para a Amazônia.
Como se sabe o TRANS-2018, reuniu em Belém as maiores expressões nacionais ligadas ao setor, inclusive o Secretário Nacional de Portos, Dr. Luis Otávio de Oliveira Campos, toda diretoria da ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviários, a frente o nosso bom amigo, Dr. Mario Povia, e representantes de outras importantes entidades ligadas aos transportes e logística.

FENAMAR e SINDAMPA comemoram o Dia Nacional do Agente Marítimo

Ainda em comemoração ao Dia Nacional do Agente Marítimo, a FENAMAR e o SINDAMPA, está convidando o colunista para um jantar alusivo ao evento, que será realizado no Restaurante Manjar das Garças, amanhã, a partir das 19:30 horas.
Aliás, o SINDAMPA, vem tendo grande atuação em nosso estado em defesa da categoria, gozando, inclusive, de especial conceito junto às autoridades navais e de outras também ligadas ao setor, seu presidente recentemente foi homenageado pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – CPAOR.

Ainda a Reflutuação do navio “HAIDAR” em Vila do Conde

Com a publicação do Edital de Licitação para a reflutuação e remoção do local onde naufragou o navio “HAIDAR” o Ministério dos Transportes aguardar as empresas interessadas nessa operação, para depois de todas as avaliações dar início a mesma, que poderá acontecer ainda neste semestre se não acontecer acidente de percurso, liberando de vez um berço no porto de Vila do Conde. O acidente que envolveu essa embarcação sacrificou, inclusive, cinco mil animais que já se encontravam a bordo para seguirem para o exterior, há quase três anos passados.

Premiação

Sem favor nenhum, voltamos a afirmar que a secular Praticagem da Barra do Pará merece receber o Prêmio ANTAQ–2019, por tudo de bom que vem fazendo. Hoje do seu gênero está na lista das mais bem organizadas da América Latina.

Marina

Por ironia do destino, dois fervorosos iatistas, os empresários Délio Mutran e Leonel Pinho, são agora os donos da Marina que funciona no terreno onde foi a sede social do nosso Iate Clube do Pará. Depois eu volto ao assunto.

Movimento

Nestes primeiros dias de julho, o movimento de passageiros para o Marajó foi muito grande, assim como para outras regiões do interland paraense. A HENVIL foi a empresa responsável pelo maior número, através do Camará.

Pré-Candidato

O conhecido Timoneiro/Prático da ZP-1, empresário e grande esportista, que inclusive já foi um dos melhores Presidentes do Paysandu, logo depois da Convenção, dará partida rumo ao Senado Federal. Tem cacife, Luiz Omar Pinheiro.

Exportação

A região MATOPIBA, formada por partes do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, tem sido a grande responsável pela exportação de grãos através do porto de Itaqui-MA, administrado hoje pela EMAP-Empresa Maranhense de Portos.

Empresa

Na beira do cais tudo se sabe. Existem comentários que brevemente deverá ser fundada mais uma empresa de Praticagem. Por uma questão de ética, deixamos de antecipar maiores detalhes, mas depois, com certeza, eu volto.

BEIRA DO CAIS

Haja paciência. A derrocagem do Pedral do Lourenço só será iniciada em 2020, tudo por causa da dona IBAMA. Com isto serão mais alguns anos para livre navegação durante o ano todo através da Hidrovia Tocantins/Araguaia, assim falou a boa ANTAQ.

Grande número de sindicatos do setor da navegação marítima e fluvial do Brasil e de outros segmentos ligados ao setor, estão entrando na Justiça com ações contra a suspensão das mensalidades sindicais e do pagamento do Imposto Sindical. Justo.

Um verdadeiro gentleman o Diretor da ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Francisval Mendes, ele foi apresentado ao colunista pelo nosso velho amigo Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos-Secretário Nacional de Portos, que realiza um grande trabalho.

O Grupo Atlântica Matapi, hoje dedicado também às Operações Portuárias, já está operando com absoluta segurança no sistema (Ship to Ship) amparado no Terminal Sotave em Outeiro, consignando muitos elogios pelo excelente trabalho que vem realizando.

A nossa secular Praticagem da Barra já está funcionando na sua nova sede, na Cidade Velha, num Projeto muito especial ligando diretamente a Guajará e muito elogiado, por sinal, por todos que já visitaram a mesma. Parabéns aos grandes mestres da arte de manobrar os grandes navios, contribuindo para o desenvolvimento do nosso estado, num trabalho muito penoso, que muitos desconhecem. Bravos.

Justiça se faça, mesmo com a CDP-Companhia Docas do Pará, enfrentando problemas financeiros, o presidente Parsifal Pontes conduziu a estatal até as suas férias, sem maiores problemas. O grande número de ações trabalhistas na Justiça do Trabalho contra a mesma são, todas elas, de administrações anteriores. Sobre o assunto voltaremos oportunamente com melhores detalhes.

Meu agradecimento pelas palavras elogiosas do grande líder marítimo-fluvial Comandante Rodolfo Nóbrega, presidente da Federação dos Marítimos e Fluviários do Pará e Amapá.

A CNA-Companhia de Navegação da Amazônia é a transportadora exclusiva de óleo de palma procedente da região do Moju, isto vem fazendo há bastante tempo.

O navio fluvial “Barcarena” pelo que está acontecendo, vai virar sucata em Miramar. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
17 + 26 =