Jantar de confraternização do SINDARPA foi bastante prestigiado no Restaurante da FIEPA

1
91
Presidente Eduardo Carvalho esposa Ecleida, com o CMG Manoel Pinho, Marcelo Baptista, armador Breno e esposa Roberta, ele diretor do SINDARPA.
Engenheiro Kleber Menezes empresário do setor, esposa Drª. Lastênia e o colunista.

O armador Dr. Eduardo Carvalho, presidente do SINDARPA quando se dirigia aos presentes.

Foi bastante prestigiado o Jantar de Confraternização do SINDARPA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre do Estado do Pará, realizado no Restaurante da FIEPA – Federação das Indústrias do Estado do Pará. Associados e outros ilustres convidados civis e militares se fizeram presentes.
Antecipando o Jantar de Longo Curso, o presidente da entidade o PHD Dr. Armador Eduardo Carvalho, fez a saudação a todos os presentes, passando em seguida a palavra ao Diretor Executivo Alexandre Araújo, que após as devidas justificativas e os comentários de extraordinária relevância sobre o assunto fez o lançamento do Projeto NAVEGAR que envolve uma serie de benefícios para o setor, sendo bastante aplaudido no final por todos os presentes.
Flashes do importante evento feitos por Luiz Celso exclusivos para a coluna e Portal da Navegação.

Almoço no próximo dia 15 em homenagem ao Almirante Leal Ferreira

O Centro de Capitães da Marinha Mercante no Rio de Janeiro, que tem como presidente o CLC – Comandante Álvaro Almeida, por sinal paraense, vai homenagear no próximo dia 15, com um almoço de longo curso no IATE CLUBE, o Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, que acaba de assumir a Presidência do Conselho de Administração da Petrobrás. Recebemos atencioso convite.

Mais uma turma de PRÁTICOS será qualificada brevemente

Se não ocorrer acidente de percurso, antes do mês de junho estará sendo habilitada mais uma Turma de PRÁTICOS para atuarem no Rio Amazonas – ZP-1, entre eles faz parte um MÉDICO, oftalmologista, que deixou seu movimentado Consultório na Bahia, fascinado pela Amazônia. Com essa nova turma, acreditamos que seja o suficiente para atender a demanda dos navios mercantes na rota de Manaus.

Treinamento longo para obtenção da Carta de PRÁTICO

Muita gente não sabe, mais as peculiaridades que envolvem o Rio Amazonas, obrigam um treinamento longo para os Praticantes, que muitas vezes duram até um ano e seis meses, já que a Praticagem referida é considerada maior do mundo com relação à singradura, destacam-se profissionais inclusive que já serviram a Marinha de Guerra e a Marinha Mercante. Navios com quase 300 metros de comprimento, são conduzidos até o final da sua área de jurisdição com a mais absoluta segurança.

MARESIAS

A SOAMAR – Belém num eloegiavel trabalho da nossa bela presidente empresaria Drª. Sonia Guedes conseguiu a devida patente da Cartilha, lançada pela entidade. Nota 10.

Repetir é preciso. “Os ingratos, tem pelo menos uma qualidade, depois de servidos eles desaparecem”. Isto vemos observando neste 47 anos de jornalismo.

Como sempre adiantada, a coluna espera informar em absoluta primeira mão, mais uma boa noticia brevemente, voltada para a área portuária, favor anotem.

O nosso SINDARPA tomou um impulso muito grande, em termos nacionais inclusive no atual mandato, que tem como presidente o PHD grande amigo Eduardo Carvalho.

O nosso amigo Kleber Menezes, agora com mais tempo, voltou a prestigiar os eventos ligados ao setor, sempre bem acompanhado da sua bela médica Drª. Lastênia.

Deve-se muito ao bom amigo Almirante Ademir Sobrinho, o aumento de calado do Canal do Quiriri, que possibilitou a entrada de navios de maiores portes até Vila do Conde.

Muita gente não sabe que o Patrono da Marinha Joaquim Marques Lisbôa, o Marquês de Tamandaré, era filho de um homem do mar Prático da Barra e Patrão – Mor do Porto de Rio Grande – RS.

Comenta-se na “BEIRA DO CAIS” que tão logo aconteça mudanças no setor portuário, lá em Brasília, as Companhias Docas passarão a funcionar com novas diretorias.

Dizem, não sei, que já existem seis disputantes para a presidência da CDP – Companhia Docas do Pará. Não adianta nem comentar os nomes, resta aguardar.

Mudanças dos tempos. No dia nacional do Portuário, a data era comemorada condignamente, inclusive os componentes da Guarda com seus uniformes de gala e tudo mais. Que diferença hoje.

Graças ao dinamismo hoje do SINPESCA, o setor de pesca voltou aos seus dias de glória, tudo voltou a funcionar com a devida credibilidade. Nota 10 para a atual diretoria.

O mais moderno navios porta – contêineres da Aliança Navegação, que inclusive atende a costa brasileira na linha de cabotagem até Manaus, tem no seu Comando uma jovem CLC formada pelo CIABA. (AS).

COMPARTILHAR

Um comentário

Deixe uma resposta para Claudionor Moreira Dias Cancelar resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
19 + 30 =