Marinha notificou, em média, mais de 50 embarcações por mês em 2018 no AP

0
21
Capitão Fernando Cézar da Silva durante uma das ações de entrega de coletes a crianças de comunidades ribeirinhas — Foto: Jorge Abreu/G1 Capitão

Tripulantes sem habilitação e documentos fora da validade foram os tipos de infrações mais flagrados nos rios, no ano passado.

Fabiana Figueiredo

Mais de 640 embarcações foram notificadas pela Marinha do Brasil no Amapá em 2018 — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Marinha do Brasil notificou, ao todo, 641 embarcações no ano de 2018, nos rios do Amapá. Em média, mais de 50 veículos dos mais variados tamanhos receberam, a cada mês, alertas após serem encontradas irregularidades através das fiscalizações da Capitania dos Portos do Amapá. Entre as principais infrações estavam tripulantes sem habilitação e documentos fora da validade (veja lista mais abaixo).

Os dados são da divisão de Segurança do Tráfego Aquaviário (STA), da Capitania. De acordo com o órgão, mais de 4,7 mil embarcações foram abordadas no ano passado nos rios do estado. Dessas, 133 precisaram ser apreendidas por algum tipo de irregularidade.

O capitão dos Portos no estado, capitão de fragata Fernando Cezar da Silva, destaca que três ações importantes foram realizadas em 2018, entre elas o número de eixos de motor que foram cobertos por estrutura distribuída gratuitamente pelo órgão: foram 43 estruturas doadas, para evitarem acidentes como o escalpelamento.

“Uma das coisas que, na nossa avaliação, é bastante importante é a realização das coberturas de eixo; assim como as embarcações que se apresentaram para serem inscritas na capitania; e com relação às palestras realizadas com crianças nas escolas de Macapá, Santana, e Vale do Jari. Nós demos orientações para a comunidade escolar ribeirinha que é quem muito usa o transporte fluvial”, disse o capitão.

Quanto as infrações encontradas nos rios do Amapá, a Marinha detalhou que a mais frequente foi o número de embarcações e tripulantes sem habilitação, 69 ao todo. Para o capitão de fragata, o número não é expressivo se comparado à quantidade de barcos e navios fiscalizados, mas ele ressalta que é importante zerar o índice.

“Não é um índice muito alto, ainda que não devesse acontecer. Mas, pelo número de abordagens que nós realizamos, 4.710, o número de barcos e tripulantes sem habilitação é um número até considerado baixo. Consideramos que a atuação da Marinha foi positiva no ano passado. Gostaria de lembrar que a Capitania está sempre de portas abertas para atender a comunidade”, comentou.

Cursos

Para se tornar um marinheiro ou embarcação habilitada, os interessados podem participar de cursos ofertados pela Marinha do Brasil. Geralmente eles acontecem durante uma semana e é cobrada uma taxa de R$ 8. As aulas acontecem em Santana, onde fica a sede da Capitania, e também em outras localidades, dependendo da demanda, segundo o capitão dos portos (veja o calendário de cursos no fim desta matéria).

Curso capacitou funcionários de órgãos públicos e trabalhadores de embarcações — Foto: Capitania dos Portos do Amapá/Divulgação Curso capacitou funcionários de órgãos públicos e trabalhadores de embarcações — Foto: Capitania dos Portos do Amapá/Divulgação
Curso capacitou funcionários de órgãos públicos e trabalhadores de embarcações — Foto: Capitania dos Portos do Amapá/Divulgação

Em dezembro de 2018, a Marinha formou duas turmas em Oiapoque, no extremo Norte do estado, uma para formar aquaviários auxiliares de convés e máquinas nível 1, e outra do curso especial para tripulação de embarcação de estado no serviço público, do Programa de Ensino Profissional Marítimo.

Cursos agendados para Santana (AP):

Curso de Aperfeiçoamento de Aquaviários (APAQ) Módulo Específico para Fluviários – Seção de Convés
Turmas: de 29 de abril a 15 de maio; e de 6 de junho a 25 de julho

Curso de Formação de Aquaviários (CFAQ) – Marinheiro Fluvial de Convés – Nível 3
Turmas: de 27 de maio a 5 de agosto; de 19 de agosto a 25 de outubro

CFAQ – Marinheiro Fluvial Auxiliar de Convés e de Máquinas – Nível 1
Turmas: de 8 a 16 de abril; de 22 a 30 de abril; de 13 a 21 de maio; de 5 a 13 de agosto; de 8 a 16 de agosto; de 12 a 20 de agosto; de 2 a 10 de setembro; de 7 a 15 de outubro; de 4 a 12 de novembro; de 18 a 26 de novembro

CFAQ – Marinheiro Fluvial de Máquinas – Nível 3
Turma: de 19 de agosto a 25 de outubro

Por Portal da Navegação, via G1 AP — Macapá

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
18 + 7 =