Novo Vice-Governador goza de estreito relacionamento com o setor aquaviário do Pará

0
90

O vice-governador Lucio Vale, que aparece na foto com o colunista, goza de extraordinário conceito junto ao setor aquaviário. Quando Deputado Federal muito fez, em Brasília, pela navegação fluvial, não só do Pará, mas de toda a Amazônia, sendo ele inclusive portador da mais alta honraria do SINDARPA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial Lacustre e das Agências de Navegação do Estado do Pará. Político “Ficha Limpa” teve extraordinária contribuição para eleição do jovem Governador Helder Barbalho.
Esse político, inclusive, foi o grande responsável pela liberação de recursos através do DNIT – Ministério dos Transportes, para construção de diversos Terminais Fluviais em municípios do interland paraense que no decorrer deste ano serão inaugurados.

Convite para posse do novo Diretor do HNB

Graças a circulação da coluna pelos diversos órgãos da Marinha, no Brasil o colunista recebeu do Capitão-de-Mar e Guerra (MD) Nestor Francisco Miranda Junior – Diretor do Hospital Naval em Brasília, atencioso convite para a posse do seu substituto, colega de igual patente Vicente Garcia Ramos, no próximo dia 24, na capital federal.
O CMG Vicente Garcia Ramos serviu em Belém, onde realizou um extraordinário trabalho a frente do Hospital Naval de Belém, marcado por muitas realizações, hoje colocado entre os melhores no seu gênero no Brasil.

ARCON já tem novo titular de confiança do Governador

Já iniciaram as mudanças na ARCON – Agência Estadual de Regulação e Controle de Serviços Públicos, importante órgão do Governo do Estado, que tem também as suas atribuições voltadas para o setor hidroviário, mantendo ao longo dos anos uma especial parceria com a Capitania dos Portos.
O Governador Helder Barbalho nomeou Euripedes Reis Cruz Filho, para responder pela Direção Geral desse importante órgão. Pelo que se sabe o novo titular da ARCON não tem qualquer ligação com o setor hidroviário, mas já exerceu outras funções públicas.

Estação Rádio da Marinha comemorou meio século

Em grande estilo, a Estação Rádio da Marinha comemorou ontem, em meio a cerimônia militar, meio século de atividades, marcado por relevantes serviços prestados, todos focados pela segurança das Unidades da nossa Marinha, com escuta permanente através de equipamentos modernos.
Conforme já informamos anteriormente, civis e militares foram agraciados com a Medalha de Amigo da Estação Rádio. No final um congraçamento entre todos os presentes.

Boatos do Museu no Casarão da Presidente Vargas

Já circula pela “beira do cais” que se a CDP for privatizada, ou estadualizada, o prédio da Presidente Vargas, poderá ser transformado num Museu. Sua beleza arquitetônica é incontentável, não existe outro igual no Brasil.
Muitas empresas já funcionaram no mesmo, com grande destaque a Amazon RIVER, SNAPP e, por fim, a ENASA, permanecendo há mais de meio século a CDP – Companhia Docas do Pará.

MARESIAS

Amanhã estará deixando o Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, o nosso grande amigo Ricardo Jaques – Capitão-de-Mar e Guerra, de elevados méritos.

Ontem se comentava na “beira do cais” que a “varredura” na ARCON vai ser completa, acabou o “reinado” daquele candidato a Senador derrotado. Depois eu volto.

Com uma grande bagagem de conhecimento, Abraão Benassuly, está pela segunda vez no Comando da CPH – Companhia de Portos e Hidrovias, órgão importante ligado ao setor.

Graças a Deus, o grande Mestre Professor Waldemir Oliveira, está em completo restabelecimento, logo, logo estará voltando ao batente com muita força e vigor.

O Professor Waldemir, é sem favor nenhum um Arquivo vivo do nosso CIABA, e como Diretor da Escola “Almirante Guillobel” colocou a mesma entre as melhores do Pará.

Um ambiente de muita preocupação está sendo observado lá no CASARÃO da Presidente Vargas, onde funciona a CDP, os comentários são os mais desencontrados.

Significativa mensagem foi enviada ao colunista pela executiva da comunicação da Norte Empreendimentos, a bela Jéssica Guimarães. Foi muito boa, vai um beijo e uma rosa.

A Capitania Fluvial de Santarém, também, foi destaque em importante Revista editada pela DPC – Diretoria de Portos e Costas no Rio de Janeiro. Viva a Sentinela do Tapajós.

A Aliança Navegação, mais uma vez liderou no transporte de cabotagem, atendendo inclusive o porto de Vila do Conde e o de Manaus com programação regular. Muito bom.

Continua de pé, uma linha Belém/Caribe, com escalas em Caiena na Guiana Francesa um navio cargueiro de médio porte está sendo cogitado por um grupo da região.

Por sinal, o Grupo Atlântica Matapi, é dono de um cargueiro de três mil toneladas que já operou para o Mercosul afretado, que seria o ideal para essa rota.

Natal e Ano Novo, foi Miami – EUA, a rota de diversos armadores fluviais de nossa capital, bordejo até mais econômico que para o Rio de Janeiro, todos com suas “mobílias”. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
5 + 27 =