Estaleiro Rio Maguari buscando espaço internacional participa de importantes eventos

0
57

O conhecido e conceituado Estaleiro Rio Maguari, participando como EXPOSITOR dos mais importantes eventos do setor naval da América Latina neste mês de março para divulgar e ampliar a sua Carteira Internacional o segmento de construção de Barcaças, Empurradores e Rebocadores Portuários.
Por sinal, o ERM é o único estaleiro brasileiro que está presente como EXPOSITOR na Colombiamar, que está se realizando em CARTAGENA e logo em seguida estará participando na Intermodal South America, esta de 19 a 21/03, em São Paulo.
O Diretor Comercial Fabio Vasconcellos (foto) declarou que: “temos condições de competir com os preços internacionais do mercado de rebocadores portuários tanto por nossa parceria com a Robert Allan, responsável pelo apoio técnico quanto por nossa localização estratégica em Belém do Pará, próxima da América Latina, além da qualidade de produção e a pontualidade na entrega”.
O Estaleiro Rio Maguari líder no mercado brasileiro de construção para navegação interior, foi reconhecido em 2018, como o MAIOR E MELHOR do Brasil pela Revista Maiores e Melhores do Transporte.

Nosso profundo agradecimento pela Cordialidade sempre dispensada

Expresso hoje o meu agradecimento ao querido Almirante Edervaldo, pela cordialidade que sempre manteve com este colunista, aliás, pela segunda vez, por que a primeira foi ainda quando no fulgor da sua mocidade, ainda Primeiro-Tenente servindo em Belém, freqüentador assíduo do nosso Iate Clube, do qual fazíamos parte, nos bons tempos do inesquecível Rômulo Maiorana. Com certeza, uma outra função lhe aguarda dentro em breve em Brasília. Vá em frente!

Operações Shipp (TO) Shipp vão aumentar na Amazônia Oriental

Tudo indica que as operações SHIPP (TO) SHIPP, vai deslanchar ainda neste semestre tanto no Terminal SOTAVE em Outeiro, como também em Santarém. Hoje as Operações Portuárias, estão cada vez mais alinhando o seu trabalho, como por exemplo, a MEGA, tudo dentro das normas recomendadas pelas Autoridades competentes.

Assessoria de Comunicação Social da CDP só existe no nome

Lamentavelmente a Assessoria de Comunicação Social da CDP–Companhia Docas do Pará, não vem cumprindo a risca a sua finalidade, pouco se sabe do que vem acontecendo na estatal, inclusive com relação à investidura do seu novo presidente engenheiro Eduardo Henrique Pinto Bezerra, que veio de Brasília. Triste.

Continuam os assaltos às embarcações fluviais na Amazônia

O saudoso armador fluvial paraense Luiz Rebelo Neto, quando presidente da FENAVEGA, apresentou ao então Presidente da República e ao Ministro da Marinha, um circunstanciado expediente onde relatava os problemas enfrentados pela navegação fluvial da Amazônia, com referencia aos assaltos as embarcações, com morte de tripulantes, inclusive, isto há mais de 11 anos, pedindo a criação da Policia Hidroviária Federal, lamentavelmente nada aconteceu, hoje os ataques continuam trazendo prejuízos de mais de 100 milhões de reais por ano para o setor. Até quando?

Bandeira Brasileira na rota do Longo Curso quase não existe mais

Inacreditável, mas é verdade. O Brasil nos bons tempos chegou a contar com cerca de 200 navios fazendo a rota de longo curso. Belém chegou a contar com uma dessas empresas, assim como Manaus, as L. Figueiredo Navegação e a NETUMAR respectivamente, ambas faziam a Europa e a Costa dos Estados Unidos, hoje isto não existe mais, bandeiras estrangeiras tomaram conta do mercado.

MARESIAS

O novo Presidente da CDP-Companhia Docas do Pará, Eduardo Henrique Pinto Bezerra, assumiu essa função ainda no exercício de Conselheiro do CONSAD da Companhia Docas do Rio Grande do Norte. Pode?

Nosso bom amigo Empresário-Engenheiro Carlos Nascimento, que também é uma das fortes colunas da nossa SOAMAR-Belém, vem consignando muitos elogios das autoridades navais. Ele merece.

Com certeza absoluta o leilão envolvendo diversas áreas portuárias da CDP-Companhia Docas do Pará, nem todas terão interessados. Anotem para confirmar, porque eu volto.

Muita gente não sabe, mas tem PRÁTICOS da ZP-1 que só passam por Belém a 12 mil metros de altura, isto por que a grande maioria deles são oriundos do Sul e Sudeste onde residem.

Meu muito estimado amigo, Dr. Nelson Chaves, Conselheiro do Tribunal de Contas, foi presença destacada também na inauguração da Rádio Marinha-FM. Gente da melhor qualidade.

Os serviços de travessias no vizinho estado do Maranhão praticam uma tarifa muito mais elevada que aqui no Pará e não oferecem conforto igual às embarcações que fazem o Marajó.

Por falar em travessias, olho vivo, porque tem algo no “AR” que não é avião, daí porque vamos prestigiar o nosso SINDARPA, representante da nossa armação fluvial.

Muita gente não sabe, mas o Hospital Naval de Belém–HNBe, do seu gênero está colocado entre os melhores do Brasil, oferecendo equipamentos de ponta e um corpo medico de alto nível.

O Presidente Jair Bolsonaro, que aparece estar também preocupado com a Amazônia, bem que poderia ajudar a região criando urgentemente a Polícia Hidroviária Federal.

Passagem área no bolso. No próximo dia 19 de o colunista estará em Brasília para a cerimônia de posse do novo presidente do Tribunal Superior Militar, meu amigo Almirante Vinícius.

O Conselheiro Cileno Borges, do CONSAD da CDP-Companhia Docas do Pará,, agradeceu a nota publicada na coluna, pelo seu excelente desempenho na atual função.

Hoje, jantar em homenagem ao Almirante Edervaldo, no PÍER–47 e as Boas-Vindas ao seu substituto, Almirante Newton de Almeida Costa Neto, promovido pela SOAMAR–Belém. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
42 ⁄ 14 =