25/04 (QUINTA-FEIRA) – Belém como porta de entrada da grande Amazônia merece dar lugar a Superintendência da Receita Federal

0
82

A Superintendência da Receita Federal, na Amazônia em especial sua subordinada Alfândega de Belém, tem, além da missão de fiscalização, a história de apoio a economia e aos demais setores do Estado Brasileiro, em especial as Forças Armadas e de Segurança, a idéia de retirar as ferramentas destas duas organizações trás para a Amazônia, sejam as empresas ou seus habitantes, um prejuízo incalculável, seja no apoio ás exportações, seja na missão social. A Superintendência da Receita Federal precisa, para o bem da Amazônia e do Brasil, ser localizada em Belém, assim como nossa “quatrocentona” Alfândega de Belém!!!
Na foto a grande equipe de técnicos do mais alto nível: Moacir Mondardo Junior, Superintendente da Receita Federal na Amazônia, Marcus Aurélio Caldeira Antunes, Superintendente Adjunto e Antonio Marcos Campos Lima, Delegado da Alfândega que em Belém fazem um grande trabalho. (Foto: Luis Celso).

Autoridade da Marinha prestigiará importante evento

Se não ocorrer acidente de percurso, no próximo dia 10 de abril estará bordejando por Belém, para participar do significativo evento de cidadania, o nosso velho amigo, hoje Almirante-de-Esquadra Leonardo PUNTEL, que exerce a importante função de Comandante de Operações Navais da Marinha – CON, acumulando ainda com a DGN. Como sempre acontece, ele será homenageado, como das vezes anteriores.

Importante “Mesa Redonda” hoje a partir das 08 horas na FAEPA

Hoje a partir das 08:00 horas na sede da FAEPA, estará sendo realizada a Mesa Redonda (Programa Barão do Rio Branco) apoiada pela Secretaria da Presidência da República.
Entre os Projetos que serão desenvolvidos, destaca-se o da PONTE sobre o Rio Amazonas, passando pela cidade de Óbidos com extensão de 1, 5 KM. Pela referida PONTE irá passar a BR – 163 integrando a Calha Norte a Calha Sul do Amazonas.

PORTO DE ITAQUI ameaçado de perder a concessão

O setor portuário do Maranhão, ficou tumultuado com a ameaça de retirada da concessão do Porto de Itaqui, que alguns anos passados passou a ser administrado pela EMAP, órgão do Governo do Estado, estando hoje entre os 11 mais movimentados do Brasil. Co certeza o “bicho vai pegar”, resta aguardar os acontecimentos.

MARESIAS

PERIGO: Recentemente a Cábrea “Rio Branco” da CDP – Companhia Docas do Pará, ficou a deriva num local onde trafegam muitas embarcações de passageiros, fatalmente a situação foi contornada sem maiores problemas, mais todo cuidado é pouco.

Na “Beira do Cais” tudo se sabe. Um servidor da estatal, ou melhor, da CDP, circula com “CARTAZ” onde estão gravadas uma serie de denuncias, verdadeiras não sabemos, nada a ver com a atual administração. De qualquer maneira é muito grave.

O SINDIPORTO que reúne na sua grande maioria no seu quadro associativo servidores da CDP – Companhia Docas do Pará, está defendendo a volta do pagamento do Adicional dos servidores lotado no cais do porto, caso contrario uma greve poderá acontecer no dia 29.

Pelo andar da carruagem, observa-se que poderá acontecer no setor uma outra disputa sindical, mais isto depois eu conto com devidos detalhes, mais sempre lembrando que a união faz a força. De qualquer maneira vamos aguardar os acontecimentos.

O segundo mandato de Zenaldo Coutinho, já está caminhando para o final, e até agora ele lamentavelmente não cumpriu a promessa de campanha, os dois Terminais Fluviais de Passageiros em Belém e a linha fluvial Belém/Mosqueiro/Belém.

O Terminal de Cargas da REICON, é hoje considerado como o mais completo de Belém, além de totalmente bloquetado, oferece calado para operações de embarcações de grande porte sem nenhum problema. Aliás, essa empresa continua a todo vapor.

Se a bacia de manobras do porto de Belém fosse dragada, os navios de grande porte tanto de longo curso, cabotagem e turismo, com certeza voltariam a atracar diretamente no cais. Por sinal as instalações portuárias de Belém precisam de uma revisão completa.

O bom caráter, meu especial amigo Dr. Guzzo Junior, executivo de navegação da nossa poderosa REICON (meio século a vista), não poupa elogios ao trabalho do CF Ferreira – Comandante da Capitania Fluvial de Santarém – “A Sentinela do Tapajós”.

Confirma-se para breve o funcionamento de uma REPRESENTAÇÃO da ZP-1 em Santarém para atender a grande demanda de navios graneleiros de grande porte para carregar grãos no sistema Shipp (TO) Shipp. Nota 10 para essa iniciativa. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
5 + 9 =