Foi comemorado em Belém mais um Aniversário do Corpo de Engenheiros da Marinha

0
71

Em significativa cerimônia militar na BNVC, que foi presidida pelo excelentíssimo vice-almirante Newton de Almeida Costa Neto – Comandante do 4º Distrito Naval, foi comemorado condignamente os 129 anos do Corpo de Engenheiros da Marinha que tem relevantes serviços prestados a Armada Brasileira.
Na ocasião foi feita a Leitura da Ordem do Dia na qual foi destacada parte do importante história do poderoso Corpo de Engenheiros, que hoje conta com 939 Oficiais de Carreira, somados aos 457 Oficiais Engenheiros e Arquitetos Temporários.
Em Belém, precisamente na BNVC-Base Naval de Val-de-Cães estão lotados um bom número deles, alguns especializados no exterior, por isto mesmo a BNVC está habilitada não só para reparos navais, mas também para construção de embarcações extra-Marinha inclusive. No final um congraçamento que reuniu todos os presentes. Na foto o Almirante Newton, com engenheiros que servem na BNVC. (Luis Celso).

Elogiável trabalho do CHN – 4 pela segurança da navegação

O CENTRO DE HIDROGRAFIA E NAVEGAÇÃO – CHN – 4, sediada em Belém, está sempre vigilante na colocação de sinais, boias e faróis nas áreas que oferecem perigos para os navegantes. Lamentavelmente, muita gente não sabe que ribeirinhos irresponsáveis muitas vezes danificam esses equipamentos náuticos, talvez sem pensar que estão prejudicando seus próprios familiares que utilizam as embarcações fluviais. Como HIDRÓGRAFO honorário o colunista está bem informado.

Padrinho forte e perfil especial para o exercício da função

Além de um perfil muito especial para o exercício da função, o atual presidente da CDP – Companhia Docas do Pará, Eduardo Henrique Pinto Bezerra, chegou a essa função intermediado por um “Padrinho Forte”, que o colunista conhece muito bem, hoje, por sinal, no exercício de uma alta função lá no Planalto, mas isto depois eu conto.

Navio fluvial do Governo do Estado na lama de Miramar

Temos certeza que se o Governador Helder Barbalho tomar conhecimento que o Estado tem um navio fluvial, ainda em boas condições de tráfego, caminhando para SUCATA na lama de Miramar, com certeza uma providência será tomada para salva-lo, porque não se admite que “numa região onde os rios são as estradas naturais” um navio possa se acabar assim.

Reunião extraordinária na Diretoria da CDP

Corria solto na “BEIRA DO CAIS” na última quarta-feira que o assunto principal da Reunião Extraordinária da Diretoria Executiva da CDP – Companhia Docas do Pará, foi relacionado com as publicações das Demonstrações Contábeis e Relatório Anual da Administração – 2018. Dizem, não sei… que o ”bicho vai pegar”, até com abertura de Sindicância. Depois eu volto.

MARESIAS

Anotem este nome: Luiz Otávio de Oliveira Campos, que realizou um extraordinário trabalho como Secretário Nacional de Portos, ele que inclusive já foi Deputado Federal e Senador, gozando de especial conceito junto as Forças Armadas.

Grupo REICON, de conceito nacional, hoje sob a direção do jovem empresário e armador José Rebelo III, que também é vice-presidente da FENAVEGA, está dinamizando também as atividades da Fazenda Mexiana na contra-costa do Marajó. Muito bom.

Já dizia o nosso saudoso amigo armador amazonense Waldemiro Peres Lustoza, que “os ingratos tem pelo menos uma qualidade: depois de servidos eles desaparecem.” Essa prática o colunista já experimentou, mas nem por isto deixou de ir em frente.

O bom Mecenas, umas das reservas moral da Amazônia, por sinal muito chegado a gloriosa Marinha do Brasil, portador inclusive das Medalhas Amigo da Marinha, Mérito Tamandaré e Mérito Naval, muito tem contribuído para o desenvolvimento do nosso Estado.

Praticagem da Barra, empresa secular, que tem no seu quadro de PRÁTICOS, um naipe de homens livres e de bons costumes, sempre colaborando pelas boas causas, agora mesmo está presente na área onde ocorreu o acidente com a ponte do rio Moju.

O novo presidente do SINDOPAR, PHD em assuntos portuários assumiu a presidência dessa entidade imbuído dos melhores propósitos. Nosso velho conhecido, ou seja, desde quando atuou nas CNA – Companhia de Navegação da Amazônia. Gente da melhor qualidade.

O PRÁTICO Adônis Passos, da ZP-1, ganhou muito prestígio junto a Capitania Fluvial de Santarém, pela sua colaboração na distribuição de coletes salva-vidas aos ribeirinhos carentes. Se todos fizessem assim, seria muito bom. Nota 10

Pelo que se comenta na “beira do cais”, ambiente lá no CASARÃO, não está muito bom. Certas medidas que estão sendo tomadas pelo novo presidente, não estão agradando os verdadeiros CEDEPEANOS, inclusive servidores com muitos anos de serviço.

O atual presidente do SINDARPA nosso especial amigo PHD Eduardo Carvalho, espera inaugurar a nova sede (própria) da entidade que representa as empresas de navegação antes do termino do seu mandato, com a presença de muita gente importante. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
1 + 25 =