ALEPA homenageou a Marinha do Brasil pelo transcurso de mais um Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo

0
65
Mesa com Autoridades civis e militares e convidados
Almirante Newton – Comandante do 4º DN, quando discursava.
Deputado Raimundo Santos passando às mãos do Almirante Newton o Diploma de Cidadão do Pará.

Em meio a Sessão Solene, a ALEPA – Assembléia Legislativa do Estado do Pará, homenageou a gloriosa Marinha do Brasil, pelo transcurso de mais um Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, proposta pelo AMIGO DA MARINHA deputado Raimundo Santos.
O evento foi prestigiado por ilustres convidados, com destaque importante de Autoridades civis e militares de nossa capital. Na ocasião o Vice-Almirante Newton de Almeida Costa Neto – Comandante do 4º Distrito Naval, onde, por sinal, vem realizando um grande trabalho, recebeu o Diploma de CIDADÃO DO PARÁ.
Três flashes do importante acontecimento feitos por Luis Celso especialmente para a coluna.

Um Projeto absurdo apresentado no Senado pelo senador Álvaro Dias

Todas as entidades voltadas para o setor da indústria naval, bem como da Marinha Mercante Brasileira, revoltados, estão tomando todas as providências contra a aprovação do Projeto extemporâneo e condenável do senador Álvaro Dias, que, com ele, pretende aplicar um golpe fatal nos estaleiros brasileiros. Um verdadeiro absurdo!

Rápida passagem por Belém foi bastante festejada

Muito festejada a rápida passagem do Almirante RM-1 Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, por Belém, agora no exercício de importante função na área civil, ele que foi um dos melhores Comandantes do 4º Distrito Naval do últimos anos. Como Diretor da APEX, além de Belém, ele bordejará por Santarém a serviço.

Belém necessita de mais Terminais Fluviais de Passageiros

Com a movimentação diária de embarcações de passageiros, sendo a grande maioria procedente do interland paraense, é de absoluta necessidade a construção de pelo menos mais dois Terminais Fluviais de Passageiros, um no final da Avenida Tamandaré e, outro, na Praça da Condor. Por parte do atual Prefeito, isto, muito embora prometido, já está descartado. Resta a esperança no nosso dinâmico Governador Helder Barbalho.

MARESIAS

Muita gente não sabe, mas os MERCANTES formados pelo CIAGA-RJ e pelo CIABA-PA, tanto oficiais de Náutica como de Máquinas, estão entre os melhores do mundo.

Muito elogiada pela sua finíssima educação a executiva e financeira da Praticagem da Barra Drª. Lucília Camarão, por sinal AMIGA DA MARINHA.

Porto de Vila do Conde continua sendo objeto de muitas críticas. Muito se tem a fazer pelo mesmo, que hoje é o mais movimentado da Amazônia. Muito mal administrado, dizem…

Reina grande preocupação nos meios marítimos da empresa TRANSPETRO, subsidiária de transportes marítimos
da poderosa PETROBRÁS, a maior frota mercante do Brasil.

O Rio Guamá já foi navegável até São Miguel, nos tempos dos SNAPP, quando os seus comboios fluviais com grandes alvarengas chegavam sem problemas até São Miguel.

O CHIC hoje é atravessar o Guamá para almoço nos finais de semanas nos restaurantes localizados na Ilha do Combu, inclusive através de embarcações comerciais.

O Almirante Segóvia, RM-1 da Marinha do Brasil, hoje presidente da APEX, órgão que funciona em Brasília, por pouco não foi o presidente da CDP. Meu velho conhecido.

Nunca mais se ouviu falar na Polícia Hidroviária Federal. O Projeto, que tramitava pelo Senado Federal, parece que levou o farelo. Ruim para a Amazônia.

Ainda no decorrer deste semestre novos PRÁTICOS na ZP-1 (Rio Amazonas) entre os novos profissionais habilitados pela CPAOR, teremos um MÉDICO também.

O grande amigo professor Mecenas, gente da melhor qualidade, anunciou para o colunista uma “iguaria especial” no próximo almoço do Grupo RODELA. Sua especial qualidade.

O que seria dos ribeirinhos da Amazônia Oriental e Amazônia Ocidental, se não fossem os “Navios da Esperança” com Médicos, Dentistas e Serviço Laboratorial da nossa Marinha?

O engenheiro empresario Fábio Vasconcellos, diretor comercial do estaleiro Rio Maguari, esteve bordejando por Brasília, onde manteve importantes contatos. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
26 − 10 =