DIA MARÍTIMO MUNDIAL, foi comemorado condignamente em Belém pelo CIABA

0
92
Na foto um navio de bandeira estrangeira que recentemente operou em Vila do Conde

Iniciando com a leitura da Ordem do Dia, assinada pelo vice-almirante Roberto Gondim Carneiro da Cunha – Diretor de Portos e Costas, foi comemorado também no CIABA – Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar”, o DIA MARÍTIMO MUNDIAL, cuja instituição de ensino marítimo, hoje tem a lúcida direção do CMG Marcelo Baptista, Oficial Superior da Marinha de elevados méritos.
Neste ano a palestrante foi uma jovem Capitão-de-Longo Curso – Comandante Giovana da Silva Almeida, que com absoluta propriedade abordou importantes aspectos do setor marítimo, sendo na ocasião bastante aplaudida por todos os presentes. O evento foi bastante prestigiado. O colunista, infelizmente por outros compromissos, deixou de atender o honroso convite.

Hidrovias também na Amazônia não deslancham por culpa do Governo

Indiscutivelmente as Hidrovias não deslancham por culpa absoluta do próprio Governo Federal, sobre esse assunto invocamos a do Tocantins, cujo rio está fechado desde a construção da Hidrelétrica de Tucurui, somente no inverno oferece condições para comboios de pequeno porte, isto porque o Pedral do Lourenço continua, assim como as Pedras de Marabá. Nota 10 para a FENAVEGA, que está defendendo as hidrovias do Brasil.

Indispensável nos navios mercantes a presença de Práticos

Mais uma novidade sobre os serviços de Praticagem, que é essencial e de absoluto controle da Marinha do Brasil, através da DPC – Diretoria de Portos e Costas, o anunciado estudo do Ministério da Infraestrutura, para verificar as possibilidades de dispensa de PRÁTICOS em algumas situações, isto jamais poderá acontecer, porque, repetimos: “NAVIOS SEM PRÁTICOS, UMA CATÁSTROFE IMINENTE”.

SINDARPA brevemente funcionará em sede própria

Com certeza o presente dos 70 anos do poderoso SINDARPA será entregue ainda pelo atual presidente armador e empresário Eduardo Carvalho, ou seja, a sua sede própria em moderno Edifício, prestes a ter sua obra concluída, em local nobre da capital paraense. Muito bom.

MARESIAS

O movimento de embarcações fluviais de passageiros em Santarém é muito maior na rota de Manaus, que na rota de Belém, tudo em função da Zona Franca.

Daí porque essa cidade do Tapajós necessita de um Terminal Hidroviário de Passageiros a altura das suas necessidades. Isto vai acontecer no atual Governo.

A secular Praticagem da Barra, com uma folha de relevantes serviços prestados, teve muito a ver, com o aumento de calado do Canal do Quiriri. Sem contestação.

Os candidatos indicados para receberem a Medalha AMIGO DA MARINHA, desta vez conforme já informamos passarão pelo “CRIVO” da Autoridade competente.

Importantes Autoridades da nossa Marinha virão a Belém para o Círio de Nazaré, antes, porém, ou seja, na véspera, estarão na Romaria Fluvial a bordo do “Garnier Sampaio”.

Nos bons tempos da CDP – Companhia Docas do Pará, era mantido no cais do porto para seus serviços um Rebocador e uma moderna Lancha – Executiva. Hoje nada.

Mais de nove meses que o Grupo SUPERPESA, ganhou a licitação para reflutuação e movimentação do local do navio–boiadeiro “HAIDAR” e até agora nada. Por quê?

Muito elogiada a equipe dos servidores do SINDARPA, entre eles destaca-se também o Dr. Cezar Cruz, que também faz parte da diretoria da nossa SOAMAR.

Muito bem dirigida a CPH – Companhia de Portos e Hidrovias, órgão do Governo do Estado do Pará que tem a frente pela segunda vez o gentleman Abraão Benassuly.

Como sempre o CLC – Comandante Ricardo Monteiro, em significativa mensagem de bordo do “NT Abdias Nascimento” da TRANSPETRO, agradeceu as notas publicadas.

É bem possível que a Senadora Kátia Abreu não tenha conhecimento que PRÁTICOS já perderam a vida,
quando do embarque através da “Escada Quebra Peito” para manobrar navios.

Na Amazônia, apenas uma pessoa recebeu da Marinha do Brasil a Medalha de SERVIÇOS DISTINTOS, foi o saudoso armador e empresário amazonense Waldemiro Peres Lustoza. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
12 ⁄ 6 =