Porto do Itaqui leva três prêmios da ANTAQ

0
55

O Porto público do Maranhão é o top 3 em desempenho ambiental pelo índice de desempenho ambiental

Com três premiações, o Porto do Itaqui foi destaque no Prêmio ANTAQ 2019, em Brasília. O porto público do Maranhão é top 3 em Desempenho Ambiental pelo Índice de Desempenho Ambiental (IDA) e levou dois troféus em Artigo Técnico e Científico, único porto premiado nessa categoria. O presidente do Itaqui, Ted Lago, participou da cerimônia ao lado da equipe técnica representada pelo analista Alexandre Sá dos Santos e pela assessora Isabella Pearce.

O Prêmio ANTAQ, em sua terceira edição, foi criado com o objetivo de reconhecer iniciativas que contribuam para melhorar o serviço prestado pelas empresas de navegação e pelas instalações portuárias reguladas pela agência, além de fomentar a produção técnico-científica e disseminar as boas práticas relacionadas à operação e gestão no setor aquaviário.

Além das categorias em que o Itaqui foi contemplado, neste ano foram premiados trabalhos em Maior evolução anual do IDA, categoria Desempenho Ambiental; Qualidade de Atendimento ao Usuário e também Iniciativas Inovadoras.

Top 3

A premiação em Brasília formalizou um resultado já divulgado pela ANTAQ em setembro, que marcou a volta do Itaqui ao top 3 em gestão ambiental entre os portos públicos do Brasil. Com 95,48 pontos, o Porto do Itaqui está à frente de Pecém (90,80) e Santos (83,32). Lideram o ranking os portos de Itajaí (SC) e Paranaguá (PR). No Complexo Portuário do Maranhão o porto público do Maranhão fica na liderança, com pontuação superior aos terminais privados de Ponta da Madeira, da Vale (91,79) e o da Alumar (76,55).

Referência no setor portuário, o IDA é composto por 38 indicadores relacionados a conformidades legais vigentes no país e boas práticas em gestão ambiental, saúde e segurança de operações.

“Esse resultado demonstra a relevância que o Porto do Itaqui dá à gestão ambiental, colocando-a no centro de seu modelo de negócio, demandando práticas e processos que fazem parte do nosso dia-a-dia. Em 2018 nos tornamos um dos poucos portos públicos do Brasil a receber a certificação ISO 14001:2015, o que aumentou ainda mais a nossa responsabilidade socioambiental, um compromisso diário de melhoria contínua que envolve toda a comunidade portuária”, afirma o presidente do Itaqui, Ted Lago.

Os artigos científicos inscritos pelo Itaqui levaram os segundo e terceiro lugares: “Responsabilidade socioambiental como investimento estratégico de portos públicos”, produzido pela assessora de planejamento, Isabella Pearce, e pela gerente da área jurídica, Gabriela Heckler; e “Proposição de método para formulação de plano operacional no contexto dos Planos de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) dos portos brasileiros”, produzido pelo analista de soluções integradas, Alexandre Sá dos Santos, em coautoria com integrantes do Laboratório de Transportes e Logísticas (LabTrans) da Universidade de Santa Catarina.

Em primeiro lugar foi contemplado o artigo “Portos brasileiros – manuseio de granéis vegetais e Data Envelopment Analysis (DEA)”, de Carlos Alberto Ayupe Vitoi, fruto de uma dissertação de mestrado apresentada à UnB – Universidade de Brasília.

Por Portal da Navegação, via O Imparcial

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
12 × 9 =