Mais um Almirante-de-Esquadra na lista dos grandes amigos do colunista recentemente promovidos

0
73

Aumenta cada vez mais o número de amigos do colunista no Posto de Almirante-de-Esquadra na nossa gloriosa Marinha do Brasil. O mais recente é o agora Quatro Estrelas José Augusto Vieira Menezes, que aparece ao lado do colunista, e que vinha exercendo as funções de Comandante-em-Chefe da Esquadra, desde a saída de outro grande amigo, que também foi promovido a Quatro Estrelas, outro senão o gentleman Alípio Jorge Rodrigues da Silva, que ainda no Posto de Vice-Almirante foi Comandante do 4º Distrito Naval, onde marcou sua passagem com muitas realizações.
Na foto o novo Almirante-de-Esquadra José Augusto Vieira da Cunha de Menezes quando de uma de suas passagens por Belém, participando de um significativo evento social tendo ao seu lado este colunista, seu amigo. (Foto:Luis Celso).

CMA CGM operando o maior navio do mundo a gás natural liquefeito

A nossa velha conhecida CMA CMG que atendeu Belém desde quando estatal francesa, que por pouco não construiu no local do Armazém 11 da CDP – Companhia Docas do Pará um Terminal de Contêineres, agora pertencendo a um importante grupo multinacional, está operando agora o maior porta – contêineres movido a gás natural liquefeito do mundo, com capacidade para 23 mil TEUS. Este é o primeiro de uma serie de nove unidades.

Hidrovias no Brasil é coisa muito difícil por falta de dinheiro

Enquanto o Brasil, onde os rios são as estradas naturais, observa-se grande dificuldade para o pleno funcionamento de uma Hidrovia, uma serie de obstáculos impedem, inclusive de órgãos do próprio Governo. A Hidrovia do Mississipi conta com 190 eclusas, e ainda mais o país conta apenas com seis rios navegáveis. No Brasil o que falta é dinheiro, nada mais, rios tem até demais.

MEGA Logística continua abrindo seus leques na Amazônia

Observa-se no setor de Operações Marítimas Fluviais e Portuárias, que a MEGA Logística, vem crescendo a todo vapor. Em Santarém sem favor nenhum foi a responsável pelo crescimento do setor, agora prepara-se para entrar em Barcarena/Vila do Conde, em seguida chegará em Santana no Amapá. Sem muita demora Itaqui – MA.

MARESIAS

É impressionante o Curriculum Vitae do nosso muito estimado Vice-Almirante Newton de Almeida Costa Neto, Vice-Almirante – Comandante do 4º Distrito Naval. Só de Condecorações ele conta com mais de 20, inclusive do exterior. É muita coisa.

O colunista agradece as mensagens enviadas desejando Feliz Natal e Ano Novo. Os bons não esquecem os seus amigos. Uma delas vinda da Inglaterra de um velho amigo, balançou o coração deste “velho” MARINHEIRO. Bons tempos da Booth Line.

Ou a CDP – Companhia Docas do Pará toma uma providência imediata, ou então o Terminal Petroquímico de Miramar vai deixar de receber navios. Ali tudo funciona precariamente. Os PRÁTICOS fazem o máximo para poder manobrar os navios.

O Terminal REICON, hoje dá lugar a um número expressivo de contêineres, muito bem colocados, com uma especial vigilância. Aliás, essa empresa moderniza cada vez mais as suas operações, ganhando a confiança dos seus clientes.

Sem favor nenhum a empresa Bom Jesus, de grande tradição na rota de Breves, disponibiliza as melhores embarcações no transporte de passageiros oferecendo os mais velozes e confortáveis catamarãs, construídos em Santa Catarina–SC.

Por pouco um catamarã que foi da frota da ENASA não foi vendido para uma Agência de Turismo do Rio de Janeiro, para, depois de adaptado, operar na baia da Guanabara como Navio – Hotel cinco estrelas, isto há alguns anos passados.

Por falar em Navio – Hotel, até hoje o nosso amigo empresário cearense Gil Bezerra tem na gaveta um PROJETO de um navio para atender a rota Belém/Manaus, com escalas, como Hotel Fluvial. Lamentavelmente não saiu do papel. Triste.

O maior comboio fluvial que desceu o rio Madeira para o porto da HERMASA no Rio Amazonas, com 40 mil toneladas de grãos, tinha no seu Comando um Capitão-de-Longo Curso, conhecido carinhosamente como Zé Padre, um ex–Radiotelegrafista.

Até o momento não tem um deputado federal ou um Senador do Pará, que tenha seus olhos voltados para defender o setor portuário do Pará, que segundo denúncias chegadas, está uma lastima. Uma providência se faz necessária. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
13 × 17 =