Tribunal Marítimo realizou sessão extraordinária de transmissão de cargo de Juiz Militar

0
22
Assinatura do Termo de Posse pelo Juiz Atilla Coury.

No último dia 10 de março, foi realizada sessão extraordinária de exoneração e posse de Juiz Militar do Tribunal Marítimo. O Capitão-de-Mar e Guerra (Ref°) Sergio Bezerra de Matos, após 12 anos, transmitiu o cargo para o Capitão-de-Mar e Guerra (RM1) Attila Halan Coury.
Estiveram presentes o Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Marcelo Francisco Campos, o Desembargador Federal Alcides Martins Ribeiro Filho, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, o Diretor de Portos e Costas, Vice-Almirante Roberto Gondim Carneiro da Cunha, Vice-Almirante Luiz Augusto Correia, Ex-Presidente do Tribunal Marítimo, o Diretor da Procuradoria Especial da Marinha, Vice-Almirante Domingos Savio Almeida Nogueira, entre outras autoridades civis e militares.
A cerimônia, repleta de emoção e homenagens em reconhecimento ao excelente serviço prestado pelo Juiz Sergio no período em que julgou com maestria e técnica naquela egrégia Corte Marítima. Já o Juiz Attila, com sua larga experiência na área de segurança da navegação, vem somar profissionalismo e técnica àquela singular Corte do Mar.

Providências antecipadas pelas Práticagens e Terminais

Não poderia ser ao contrário. Todas as empresas de Praticagem, tanto de Porto como de Singradura, que operam na Amazônia, bem como os Terminais que recebem navios de diversas bandeiras estrangeiras, estão tomando todas as providências necessárias, com relação aos problemas envolvendo o temido coronavirus. Graças a Deus, pelo menos até na última sexta-feira, poucos casos foram detectados na Amazônia Oriental.

Fórum Permanente de Segurança do Tráfego Aquaviário reúne amanhã

Amanhã, dia 23, a partir das 15:00 horas, no Auditório da Seção de Operações do Comando do 4º Distrito Naval, a 1ª reunião de 2020 do Fórum Permanente de Segurança do Tráfego Aquaviário da Amazônia Oriental, com os Membros Natos e convidados.

Governo quer privatização das Companhias Docas

Enquanto alguns Governadores preferem a estadualização o do Rio de Janeiro está pedindo a privatização da CDRJ, tendo em vistas os problemas que a mesma poderá enfrentar depois da anunciada privatização da CODESP e da CODESA, que ficará geograficamente com aparato estatal brigando com dois monstros da iniciativa privada. Pelo que se observa muita água ainda vai rolar neste ano envolvendo o setor portuário nacional.

MARESIAS

Pelo menos até agora os transatlânticos com turistas estrangeiros continuam cruzando o rio Amazonas até Manaus, com entrada através da Barra Norte-Amapá.

O bom caráter Comandante/Prático Gustavo Martins, que deixou recentemente a presidência do CONAPRA, assumiu a presidência da FENAPRÁTICOS em Brasília.

Passeios de JET-SKIS através de travessias perigosas não é aconselhável, segundo entendidos no assunto. Mas, só quem pode fazer uma avaliação é a autoridade competente.

Vem sendo muito elogiado o trabalho do Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, ele que assumiu essa Pasta há poucos mais de uma ano. Muito bom.

Muita gente não sabe, mas na Amazônia trabalham diversos Práticos, que realizaram cursos de especialização de manobras no exterior, entre eles Linésio Junior da ZP-1.

Daquelas Lanchas Escolares construídas pela BNVC, para diversos municípios do Estado, a grande maioria delas, segundo informações, já foi jogada na lama.

Desta poucos sabem: o Navio-Auxiliar “PARÁ”, do efetivo do Grupamento de Patrulha Naval do Norte – GPNN é conhecido na região como “Tracajá da Amazônia”. Pode?

Cada vez mais o estaleiro Rio Maguari ganha prestígio nacional, pela excelência da sua mão-de-obra, sendo campeão na construção de embarcações fluviais,

A bela Ilha do Mosqueiro era mais alegre quando funcionava a linha fluvial de passageiros diariamente. A chegada dos navios era uma verdadeira festa. Bons tempos.

Soure e Salvaterra, no Marajó, passaram a receber mais visitantes, depois de entrada do ferry-boat “São Gabriel” da HENVIL Transportes, que oferece conforto e segurança.

O Grupo Cargill, hoje está presente em diversas direções da Amazônia, contribuindo de maneira muito importante para o desenvolvimento da Amazônia. Nota 10.

O Esquadrão de Helicópteros do 4º Distrito Naval vem tendo papel de extraordinária importância ultimamente em função dos acidentes fluvial e marítimo no Amapá e no Maranhão. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
13 − 3 =