NOVA LICITAÇÃO – Primeira tentativa de retirada do Pedral do Lourenço ficou na promessa

0
37

Aquela inesquecível reunião realizada na FIEPA – Federação das Indústrias do Estado do Pará, com a presença do então Ministro dos Transportes e políticos influentes, para marcar o inicio de retirada do PEDRAL DO LOURENÇO, presente inclusive o presidente da empresa vencedora da Licitação, engenheiro João Acácio Gomes de Oliveira Neto da DTA – Engenharia, foi nada mais que um “sonho de uma noite de verão”. Tudo vai começar de novo. Sem a devida justificativa o DNIT cancelou a mesma. Apelar para quem?

A foto do arquivo da coluna lembra o momento quando o diretor – presidente da DTA – Engenharia discursava em meio ao importante encontro no Auditório maior da nossa FIEPA, lotado na ocasião de ilustres convidados. (Foto: Luis Celso).

Quem não anuncia se esconde, já dizia um grande publicitário de Belém

A Santos Brasil, que está presente também em Vila do Conde, apresentou no ano passado um “baita” lucro, isto só no terceiro trimestre de 2019, mesmo assim, cancelou, sem mais nem menos, a única apresentação publicitária que vinha mantendo há muitos anos em Belém, por sinal no rodapé na nossa coluna. Lamentável, mas… “O LIBERAL” é tão poderoso que tinha empresa na fila aguardando espaço.

Na rota do Chile o NT “Dragão do Mar”

Sob o Comando do ilustre paraense CLC – Comandante Ricardo Monteiro, o NT “Dragão do Mar” suspendeu na semana passada do porto de Angra dos Reis, rumo a cidade de Talcahuano no Chile, levando 1 milhão de barris de petróleo com chegada prevista no dia 14 de abril. Esse “Gigante do Mar” faz parte da Frota da Transpetro, onde a coluna circula nos dias da sua publicação. Que Netuno continue protegendo esse grande amigo, formado no nosso CIABA.

TRACAJÁ da AMAZÔNIA marcou mais um trabalho social

O “Tracajá da Amazônia” como é conhecido no interland paraense, outro senão o Navio – Auxiliar “PARÁ” do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, marcou recentemente, mais um importante serviço social, no baixo Amazonas, isto na área de jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval, atendendo centenas de ribeirinhos, com serviço médico – odontológico e laboratorial. Ai da nossa região se não fosse a gloriosa Marinha do Brasil

MARESIAS

Graças a Deus, o nosso especial amigo, veterano timoneiro da nossa Praticagem da Barra, Miguel Salgado, em plena recuperação, brevemente estará voltando ao batente. Meu abraço.

O cancelamento da primeira licitação para a retirada do Pedral do Lourenço causou uma serie de interpretações, porém, com os devidos detalhes, voltaremos ao assunto.

Com certeza o Senador Jader Barbalho, grande defensor da retirada do Pedral do Lourenço, não tenha sido consultado, sobre o que aconteceu. A DTA foi jogada para escanteio.

Mesmo de “BUBUIA” o colunista, continua levando em frente as informações ligadas especialmente a sua área, aonde vem militando há quase meio século, sem nenhum problema.

Informações extra-oficiais chegam a coluna, dizem que três interessados no Terminal de Turismo Marítimo de Fortaleza já bordejaram pelo mesmo. Eu volto para confirmar.

Navio sem PRÁTICOS a bordo, é suicídio marítimo-fluvial. Assim mesmo aquele Grupo multinacional tentou tira-lo dos seus dois navios na Amazônia. Segurança é obrigação de todos!

Projetos em curso para a dragagem da Bacia de Manobras do porto de Belém, bem como da área que dá acesso ao Terminal Petroquímico de Miramar. Tomara que não aconteça acidente de percurso.

Meu amigo armador Carlos Bannach, que repaginou o Terminal Fluvial, precisa agora repaginar as comunicações telefônicas. Não é nada fácil um contato para o Escritório da empresa.

Elogiável trabalho da HENVIL Transportes na rota do Marajó. Essa empresa através dos seus possantes Ferry Boats, mantém uma verdadeira ponte fluvial até o Camará.

Há um bom tempo o Ministério da Infraestrutura aprovou o Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntario (PIDV) dos portuários.. Esse Plano para as Companhias Docas, de início CODESPE e CODESA.

A nossa muito conhecida CMA CGM, está na lista das empresas que mais transportam contêineres. Essa empresa, desde quando estatal francesa, opera também para a Amazônia.

Em Belém está centralizada o segundo maior número de Jet-Skis, depois de São Paulo, sem dúvida o grande incentivador dessa modalidade náutica, foi o soamarino, empresário Leonel Pinho. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
23 × 30 =