Destaque da coluna – Hoje o destaque especial da coluna vai para um grande Militar da Marinha e um empresário paraense

0
63

Dois casais amigos são destaque da coluna de hoje. Almirante-de-esquadra Alípio Jorge (Mara) Rodrigues da Silva, ele no momento Comandante de Operações Navais da Marinha – CON, que aparece na foto acompanhado do empresário engenheiro dr. Carlos (Ana Luiza) Nascimento, este que é um grande colaborador da nossa Armada, portador das altas honrarias da Marinha, Exército e Aeronáutica, muito estimado junto às Forças Armadas, em reconhecimento a tudo de bom que já realizou na vida pública, no exercício de importantes funções, inclusive em Brasília, hoje voltado para a iniciativa privada. (Foto: Luiz Celso).

Dragagem urgente na área que dá acesso ao Terminal de Miramar

Se demorar muito tempo sem que seja efetuada a dragagem na área próxima ao Terminal Petroquímico de Miramar, com certeza os Práticos não terão mais condições de manobrar os navios-petroleiros para descarregar, mesmo a meia carga. Esses profissionais, se não tivessem o grande adestramento adquirido em longos anos de trabalho não teriam condições nenhuma de fazer a devida atracação.
Essa situação vem se arrastando há bastante tempo. Seria oportuno que o novo Diretor de Gestão Portuária da CDP fosse assistir a manobra de um navio para confirmar a situação, que cada vez mais se agrava, colocando em risco o patrimônio público e privado. Depois eu volto ao assunto.

Terminal Hidroviário de Passageiros da CPH deverá ser ampliado

O Terminal Hidroviário de Passageiros “Luiz Rebelo Neto” do Governo do Estado do Pará, localizado no cais do porto, deverá brevemente ser ampliado, passando a operar com outros conjuntos, além de outros novos melhoramentos para futuramente atender outras demandas de embarcações que passarão a utilizar o mesmo.
Como se sabe, este Terminal é administrado pela CPH-Companhia de Portos e Hidrovias, órgão do Governo do Estado, que está na ponta da linha para administrar a CDP-Companhia Docas do Pará, caso seja confirmada a sua estadualização, fato que poderá acontecer, só não se sabe quando, mas, na verdade existe essa possibilidade.

CPAOR não brincou em serviço

A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental-CPAOR, através da sua Força-Tarefa, vem dando duro aos infratores, inclusive embarcações de pequeno porte, aplicando a multa devida. Segurança é obrigação de todos!

CODESP está dispensando os servidores aposentados

A CODESP-Companhia Docas de São Paulo demitiu 38 servidores aposentados, causando com isso muita apreensão, inclusive aos demais que servem em outras Companhias Docas, como aqui em nossa capital, na Companhia Docas do Pará. Aliás, o “fogo está alto” na CDP, com a chegada do novo Diretor de Gestão Portuária. Comenta-se no setor que já aconteceram diversas modificações. Isso, lamentavelmente, sempre acontece nas mudanças.
O Sindicato dos Portuários – SINDIPORTO, que há longos anos funcionava nas dependências do cais do porto, foi mandado para fora. Onde está a sua força? Na verdade não existe mais… Lamentável.

MARESIAS

Se hoje existe a FENAVEGA-Federação Nacional dos Transportes Aquaviários, muito se deve ao saudoso armador paraense dr. Luiz Rebelo Neto. Seu trabalho foi muito especial para a criação desta importante entidade sindical de grau superior.

Com pouco tempo como presidente do SINDARPA, o trabalho do armador dr. Breno Dias já vem sendo bastante elogiado, por tudo de bom que vem fazendo pela navegação fluvial, aliado a uma excelente equipe que participa ativamente da diretoria.

Como sempre acontece nas repartições públicas, na CDP-Companhia Docas do Pará tem servidor da empresa elogiando as primeiras providências do novo Diretor de Gestão Portuária, mas… também tem outros criticando. O melhor e levar a empresa em frente.

É sempre uma festa a circulação da coluna através do NT “Dragão do Mar”, da Transpetro, nos dias de sua publicação, uma iniciativa que muito agradecemos ao bom amigo Comandante Ricardo Monteiro, que é gente da melhor qualidade.

Surgiu depois de mais de meio século um grupo interessado em reflutuar o navio “Presidente Vargas”, naufragado no Rio Paracauary em frente ao Trapiche da cidade de Soure. Na ocasião as diversas tentativas não surtiram efeito. Eu volto ao assunto.

O Terminal de Passageiros do Grupo BANNACH está hoje na lista dos mais bem equipados de Belém, depois que passou por uma completa repaginação, o que está faltando mesmo são os passageiros, mas, com certeza, tudo voltará à sua normalidade. É uma questão de tempo.

Hoje a BNVC-Base Naval de Val-de-Cães está habilitada não só para reparos navais mas também para construir qualquer tipo de embarcação, seja fluvial ou marítimo, sem nenhum problema, com um Dique, inclusive, para docagem de navios de grande porte.

Lamentavelmente, aquela apreensão de madeira ilegal envolveu também uma empresa de navegação fluvial de grande tradição na região. O problema vai demandar uma série de providências, com inquérito, inclusive, pela autoridade competente.

A educadíssima Tenente Samara, que dedica uma atenção muito especial à imprensa especializada, brevemente estará deixando a Marinha. É Oficial temporária e parte para uma outra atividade, com a consciência do dever cumprido. Meu abraço de agradecimento. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
22 ⁄ 22 =