Porto São Luís investe em ações sociais no Maranhão

0
11

Foram muitas ações realizadas desde o segundo semestre de 2019, beneficiando centenas de pessoas

O Porto São Luís é um grande empreendimento binacional, com investimentos de empresários da China e do Brasil. O porto é controlado por um consórcio da chinesa CCCC, que detém 51% das ações, e das empresas brasileiras Lyon e WPR, que representam 49% do controle do investimento no Maranhão.

O Porto São Luís está sendo construído na área de Parnauaçu, na localidade Cajueiro, em São Luís, bem próximo aos outros portos da capital maranhense. Após a inauguração, o objetivo do empreendimento é a exportação de toneladas de grãos, fertilizantes e cargas gerais do Brasil para o mundo.

Já na sua construção, o Porto São Luís tem gerado centenas de empregos na cidade e realizado diversas ações sociais junto aos trabalhadores e aos moradores das comunidades do Cajueiro e do seu entorno.

Foram muitas ações realizadas desde o segundo semestre de 2019, beneficiando centenas de pessoas, entre elas:

. Assistência e acompanhamento social das famílias desapropriadas e remanejadas da área do Porto;

. Entrega do novo acesso à comunidade do Andirobal e do novo campo de futebol para os moradores;

. Planejamento para a construção de um posto de saúde;

. Atividades recreativas e de lazer com ida ao cinema para os alunos da UEB Manuela Varela, no Dia das Crianças;

. Atendimento odontológico em parceria com o SENAI/Sinduscon/FIEMA;

. Atendimento oftalmológico com doação de óculos em parceria com o SENAI/Sinduscon/FIEMA;

. Palestra sobre a importância da capacitação profissional para aproveitar as oportunidades de emprego;

. Festa de Natal com atividades lúdicas, recreação, entrega de brinquedos, lanches e a presença do Papai Noel;

Cursos de pedreiro de alvenaria e carpinteiro de obras para pessoas da comunidade e do entorno, em parceria com o SENAI/Sinduscon/FIEMA.
A construção de um relacionamento do Porto São Luís com as comunidades permitiu identificar as necessidades e realizar ações que promovessem o desenvolvimento social, a prestação de serviços de saúde e atividades de lazer aos quais a população daquela região quase não tinha acesso. A visão da comunidade em relação ao empreendimento foi sendo transformada. Hoje, centenas de moradores reivindicam o retorno das obras, que encontram-se paradas por conta da pandemia da Covid-19 e da resistência de dois moradores em sair da área do empreendimento.

Em junho último, líderes comunitários e centenas de trabalhadores e moradores de áreas próximas ao Porto São Luís organizaram um abaixo-assinado com cerca de 500 assinaturas solicitando ao Governo do Estado e à Assembleia Legislativa apoio na mobilização deles para o retorno das obras, as vagas de trabalho e a continuidade das ações sociais, visto que trouxeram melhorias para as comunidades.

Por Portal da Navegação, via O IMPARCIAL.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
24 − 13 =