Centenária Praticagem da Barra do Pará muito vem contribuindo para o desenvolvimento do nosso Estado

0
18

A centenária Praticagem da Barra do Pará é uma empresa das mais bem organizadas do seu gênero em todo o Brasil. Sua bela história tem muito a ver com o desenvolvimento do nosso Estado. Hoje, com sua sede própria localizada em área nobre de Belém, mantendo inclusive uma ligação direta com a baía do Guajará, consignando os melhores elogios das altas autoridades navais que já visitaram a mesma.
Além da sua principal atividade, mantém através das suas velozes lanchas constantes bordejos, até mesmo fora da sua jurisdição, comunicando a Marinha através da Capitania dos Portos, qualquer anormalidade observada.
A Praticagem da Barra do Pará, mantém de prontidão uma grande frota de lanchas que podem ser movimentadas a qualquer momento, como aparece na foto, para uma emergência qualquer, Como já aconteceu por muitas e muitas vezes, por tudo de bom que vem fazendo, merece o Prêmio ANTAQ, sem favor nenhum. Mais uma vez a critério do bom Póvia e seus companheiros de Diretoria. (Foto: Luiz Celso).

Nova empresa ligada ao setor que cresce cada vez mais

A empresa MEGA LOGÍSTICA, especializada em operações marítimas, fluviais e portuárias, apresentou neste primeiro semestre de 2020 um resultado muito expressivo, graças ao bom serviço que vem fazendo através da força-tarefa altamente especializada, com isto crescendo também o seu raio de ação, devendo futuramente lançar ferros em mais dois estados.
Muito bem dirigida, a MEGA LOGÍSTICA conta também com executivos de talento, com experiência de muitos anos no setor, daí também o seu prestígio junto as empresas de navegação que operam os grandes navios mercantes das mais variadas Bandeiras.

Escoamento de soja e milho para exportação pelo Arco Norte

O escoamento de soja e milho para o mercado internacional pelo Arco Norte atingiu 19,8 milhões de toneladas no primeiro semestre deste ano, representando um crescimento de 10,8% em relação a igual período de 2019.
Segundo o Estatístico Aquaviário, produzido pela Gerência de Estatísticas e Avaliação de Desempenho da Superintendência de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade da Agência Nacional de Transportes Aquaviários(GEA-SDS/ANTAQ), as instalações portuárias do Arco Norte responderam por 31,4% do escoamento do conjunto das instalações portuárias brasileiras do milho e da soja destinados à exportação.
Do Arco Norte fazem parte Santarém, no Pará, e Itaqui no Maranhão, fora os portos privados localizados em Vila do Conde, Itacoatiara e Ponta da Montanha.

Ainda o Programa BR do MAR que trata da Navegação de Cabotagem

O Programa BR do MAR, do Governo Federal, voltado para a navegação de cabotagem, está próximo a ser concretizado, tendo como objetivo diminuir custos, já que o rodoviário, além de ser muito mais alto que o marítimo, envolve maiores problemas para o próprio governo, e isto com relação às rodovias.
No momento a navegação de cabotagem no Brasil conta com poucas empresas. As duas maiores, Aliança e Mercosul Lines, que são de capital estrangeiro, também atendem os portos de Vila do Conde-PA e Manaus-AM. Fora elas, nenhuma outra faz esta rota.

MARESIAS

Na ponta da linha, o leilão de importantes áreas portuárias, inclusive aqui no Pará. O anúncio foi feito pelo Ministério da Infraestrutura. Voltaremos com melhores detalhes sobre o assunto. Tudo acontecerá antes do final do ano.

Se a CDP-Companhia Docas do Pará tivesse atendido o pedido da Petrobras, isto há cerca de 5 anos passados, os navios-petroleiros da Transpetro estariam operando no sistema Ship (To) Ship, utilizando o Terminal SOTAVE, localizado em Outeiro, mas, infelizmente não aconteceu. Quem ganhou com isso foi o porto de Itaqui no Maranhão.

Belém já contou há alguns anos com empresas de navegação fluvial que contavam com mais de 100 embarcações na sua frota, uma delas fui a JONASA e a outra a ENASA. A primeira particular e, a segunda, estatal. Hoje não existem mais.

Até o final deste ano pelo menos mais três lanchas velozes de passageiros estarão entrando em tráfego na rota do baixo Tocantins e do Marajó, todas elas construídas com recursos próprios, oportunamente voltaremos com a devida confirmação.

O tráfego fluvial noturno através do rio Madeira até Porto Velho, está suspenso pela Marinha, por medida de segurança. Por sinal, um novo balizamento, com dragagem em alguns trechos, está sendo realizado através do DNIT- Ministério da Infraestrutura.

O moderno Terminal de Passageiros na Cidade de Santarém, anunciado pela CPH-Companhia de Portos e Hidrovias, órgão do Governo do Estado, deverá ser inaugurado antes do término do mandato do governador Helder Barbalho. Ótimo.

A conhecida e conceituada empresa de navegação TRANSDOURADA, do Grupo GDIAS, está sendo considerada em toda a Amazônia como a melhor no transporte de derivados de petróleo. Isto é muito bom. Força do trabalho dos seus dirigentes.

O movimento no setor portuário de Belém aumenta a cada dia contra a atual diretoria. Os Guardas Portuários, através do SINDIGUAPOR, não estão aceitando a “degola salarial”, segundo os comentários de “beira do cais”. O bicho está pegando.

Em estado adiantado as obras de reparo geral no porto público de Manaus, outro senão, o belo RODWAY. Seu arrendatário veio com toda a força para colocá-lo em excelente condições, objetivando o atendimento das embarcações de cargas e passageiros. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
13 − 8 =