Destaque especial para um timoneiro da secular Praticagem da Barra do Pará

0
33

Hoje a coluna presta uma homenagem a um veterano Prático da Barra, trata-se do bom caráter Miguel de Jesus Salgado, por sinal, também Diretor da nossa SOAMAR-Belém, gozando ainda de elevado conceito junto às autoridades navais, por tudo de bom que já fez ao longo de sua trajetória, como um dos conceituados profissionais da centenária Barra do Pará. Inteligência privilegiada, ele aparece na foto com sua bela esposa, dra. Maria José Salgado, grande benfeitora junto às Voluntárias “Cisne Branco”, e, a dra. Lúcia Camarão, que dá o brilho da sua inteligência na área financeira e administrativa da Barra do Pará.
O colunista, ao longo dos anos sempre teve um relacionamento muito especial com os Salgados, ou seja, desde quando servimos a Marinha Mercante, como Primeiro Oficial de Radiocomunicação. (Foto: Luiz Celso.)

Grupo REICON continua crescendo com o Brasil graças a boa administração

Muita gente não sabe, mas o grupo paraense REICON, hoje sob o comando do jovem armador e empresário José Rebelo III, está presente em diversos locais do Brasil, além de Belém, onde funciona a sua sede, está em Manaus, no sul, sudeste e também no nordeste, operando com diversos tipos de embarcações, inclusive navios-petroleiros de pequeno porte, construídos no seu próprio estaleiro no Rio de Janeiro.
A mais recente e arrojada iniciativa desse conhecido e conceituado Grupo, foi a aquisição da Cábrea “Rio Branco”, que pertencia a CDP-Companhia Docas do Pará, equipamento que, por sinal, passou por uma completa repaginação, com nova pintura, tendo inclusive aumentada a sua capacidade, de 200 para 240 toneladas. Vem prestando bons serviços.

Até agora o navio “HAIDAR” continua no mesmo local naufragado no porto de Vila do Conde

Se a operação de reflutuação do navio-boiadeiro “HAIDAR”, que se encontra naufragado há cerca de quatro anos no porto de Vila do Conde, fosse entregue a MANOBRASSO em parceria com a REICON, com certeza absoluta a referida embarcação já teria sido resgatada e movimentada para outro local.
Conforme já informamos por diversas vezes a Concorrência realizada pelo Governo Federal, através ainda do Ministério dos Transportes, teve como vencedor o Grupo SUPERPESA, que receberia pelo serviço de reflutuação e movimentação para outro local R$ 45 milhões. Passados quase dois anos, nada aconteceu. Até quando?

Transpetro já tem novo presidente que assumiu no dia 21 de agosto

A primeira mulher que assumiu a presidência da TRANSPETRO, empresa subsidiária de transportes marítimos da Petrobras, executiva Cristiane Marsillac, não emplacou nem um ano, já deixou a função, sendo substituída pelo servidor da Petrobras que exercia a função de Diretor, Gustavo Santos Raposo. Isso aconteceu no último dia 21 de agosto.
Como se sabe, a Petrobras é detentora hoje da maior frota de navios de cabotagem e longo curso da Marinha Mercante Brasileira, especializada no transporte exclusivo de derivados de petróleo, com viagens regulares pela costa brasileira até Manaus e pelo exterior, utilizando modernos navios-petroleiros.

MARESIAS

O aniversário da CDP-Companhia Docas do Pará, não teve comemoração, ao contrário, um grande grupo de servidores demonstrou revolta com a atual diretoria, com a realização de diversos movimentos, inclusive em frente ao prédio da estatal.

Por falar em CDP, tem coisa no ar que não é avião. Não será nenhuma surpresa, pelo menos para este colunista, se essa empresa for estadualizada, passando a ser dirigida pela CPH-Companhia de Portos e Hidrovias. O esquema já está formado, anotem.

Segundo um “passarinho” que sobrevoou o CASARÃO, foi observada a troca de Assessores, entre a Presidência da estatal e a Diretoria de Gestão. Nada contra, mas para alguns cedepeanos a coisa pareceu um pouco estranha. Depois eu volto.

O nosso muito obrigado ao grande amigo Comandante CLC Ricardo Monteiro, que ao escalar em Portugal, conduzindo o NT “Dragão do Mar” da Transpetro, não esqueceu deste colunista. Ele, por sinal, já se encontra de férias em nossa capital.

Por falar em Transpetro, o seu novo presidente vinha desempenhando as funções de Diretor da Petrobras. Com certeza vai realizar um bom trabalho. Algumas mudanças já aconteceram na cúpula dessa empresa que opera na cabotagem e longo curso.

Não tem jeito mesmo. O navio fluvial “Barcarena” do governo do Pará, que antes pertencia a ENASA – Empresa de Navegação da Amazônia S/A, vai se acabar mesmo como sucata na lama de Miramar. Ele foi construído em Manaus pelo Estaleiro São João.

Mais dois grandes amigos admitidos na Ordem do Mérito Naval, O empresário e armador Daniel Pereira, “Cap” da HENVIL-Transportes, e o “velho” timoneiro Prático da Barra Miguel de Jesus Salgado. Ambos merecidamente agraciados pela nossa Marinha.

Orgulho paraense. A nossa muito querida amiga Comandante CLC Hildelene Lobato, hoje uma das maiores expressões da Marinha Mercante Brasileira, com destaque internacional, merece o apoio do setor. Filha de Icoaraci, muito poderá fazer pela Vila Sorriso.

O porto de Vila do Conde apresenta hoje a maior renda financeira para a CDP-Companhia Docas do Pará. Está na lista dos mais movimentados do Brasil, com uma frequência muito expressiva de navios de bandeiras estrangeiras. Muito bom. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
26 ⁄ 1 =