Dois armadores e empresários que se destacam no setor aquaviário com relevantes serviços prestados

0
37

Hoje o destaque da coluna vai para os armadores e empresários Eduardo Carvalho, presidente do Grupo MEGA e José Rebelo III, este presidente do Grupo REICON. Ambos já foram também presidentes do SINDARPA, onde realizaram um especial trabalho em defesa da navegação fluvial, marcado com muitas realizações.
Como se sabe, o armador Eduardo Carvalho é hoje titulado como uma das maiores expressões do setor aquaviário do Brasil, com destacados elogios, inclusive da Marinha do Brasil. Enquanto isso, José Rebelo III, como vice-presidente FENAVEGA e diretor da CNT – Confederação Nacional dos Transportes, é hoje destacado nacionalmente.
Eles aparecem na foto quando de importante evento realizado em nossa capital. (Foto: Luiz Celso).

Projeto de Lei inoportuno envolvendo os Serviços de Praticagem

Essa investida importuna de um deputado federal do Rio Grande do Sul, que através de um Projeto de Lei tenta mudar a regulação dos Serviços de Praticagem, é fruto de quem está completamente por fora do assunto. Ninguém melhor que a Marinha do Brasil poderia recomendar as Normas, que são cumpridas regularmente, sempre com objetivo principal de dar Segurança ao Patrimônio Público e Privado, já que esse serviço, além de essencial, é realizado por profissionais da melhor qualidade.
Com coisa séria não se brinca, mesmo porque navio sem Prático a bordo fica à deriva. Com certeza esse político gaúcho desconhece o trabalho dos mesmos.
O referido Projeto nada mais é que uma ameaça a preservação de mares e rios, como já afirmou o representante maior dos práticos brasileiros.

Ainda o encerramento do PSNA – 2020 pela CPAOR

Pelo menos até ontem ainda não tinha nenhuma programação oficial, com relação ao encerramento do Programa de Segurança da Navegação da Amazônia / PSNA – 2020, com a premiação das empresas de navegação selecionadas pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental – CPAOR, por terem cumprido todas as normas recomendadas por essa importante OM da Marinha.
Com certeza absoluta a entrega das premiações deverá acontecer antes do final do mês de dezembro, já que na primeira quinzena de janeiro de 2021, o CMG Manoel Pinho estará deixando o Comando dessa Organização Militar da nossa Armada.

Mulheres continuam se destacando cada vez mais no setor

As mulheres pouco a pouco vão se destacando no setor, belas jovens inclusive, como armaduras fluviais, tanto em Belém como em Manaus, destacam-se as presenças das mesmas na Camila Navegação, REICON, Grupo Mega, Transdourada e outras mais. Na capital baré destaca-se a armadora Jéssica Sabbá, que preside a tradicional WLP – Waldemiro P. Lustoza.
Enquanto isso, no setor de Praticagem, hoje 10 mulheres estão atuando como PRÁTICO, duas delas na ZP-1 (Rio Amazonas), todas saindo-se muito bem, com uma remuneração condizente com o seu penoso trabalho, a começar pelo embarque nos navios através daquelas escadas de corda, conhecidas como “quebra peito”. Bravas!

MARESIAS

Lamentavelmente, ainda existe empresa de navegação, que opera inclusive no transporte de passageiros, que não tem a mínima organização, muito embora tendo um bom faturamento. Até as mensalidades junto ao SINDARPA estão em aberto.

O atual Diretor Administrativo e Financeiro da CDP – Companhia Docas do Pará, pelo que se comenta na beira do cais, foi o grande responsável pelo excelente resultado da empresa em 2019. A coluna critica, mas também elogia quando merecido.

Nosso bom amigo CMG Manoel Pinho já começou a arrumar as gavetas e, até hoje, aquela “pescada amarela” ficou só na promessa…
Entendemos perfeitamente as razões, já que o momento atual não permite. De qualquer maneira, valeu a boa vontade.

O nosso muito estimado dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos, que foi vereador, deputado estadual, deputado federal e Senador, tem uma grande folha de relevantes serviços prestados ao Pará e ao Brasil. Muito querido na Marinha do Brasil, inclusive.

Muita gente não sabe no setor, mas o Prático Linésio Júnior, presidente da Cooperativa UNIPILOT, é um grande VELEJADOR, já tendo participado de importantes eventos, inclusive internacionais. Por sinal, há bastante tempo não acontece um encontro em Belém.

Conforme informamos anteriormente, pelo menos mais dois novos catamarãs deverão entrar em tráfico na rota Macapá/Belém/Macapá no início do próximo ano, cada um com capacidade para transportar 150 passageiros, confortavelmente instalados.

A FENAVEGA, que é a entidade maior representativa dos transportes aquaviários, está de olho na “Fábrica de Eventos” por parte de quem não está habilitado para tal, mas isto é coisa de “tubarões”, portanto, a “sardinha” fica de fora…

Com certeza, como aliás acontece todos os anos, a Transpetro, empresa subsidiária de transportes marítimos da Petrobras, deverá absorver para o estágio final a bordo dos seus navios, os Praticantes-Alunos de Náutica e de Máquinas saídos do CIAGA-RJ e CIABA-PA.

Por lembrar a TRANSPETRO, tudo indica que o ambiente não está muito cordial, existindo grande preocupação nos meios marítimos dessa empresa de navegação que pertence a Petrobras, detentora da maior frota da Marinha Mercante Brasileira. Eu volto. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
24 + 25 =