Navio-Escola “BRASIL” depois de Fortaleza deverá marcar rumo a Belém com Guardas Marinha a bordo

0
54

O colunista, em linha direta com o Almirante-de-Esquadra Alípio Jorge Rodrigues da Silva – Comandante de Operações Navais da Marinha – CON, foi informado que o Navio-Escola “Brasil”, poderá escalar no Belém, possivelmente no próximo dia 19 deste mês de outubro. Enquanto isso, essa Autoridade da Marinha tem visita a capital paraense possivelmente no final deste mês para o início de novembro, a confirmar, coincidindo com a passagem dos Navios da Esquadra.
Na foto o Almirante Alípio Jorge com o colunista, quando da sua última visita a Belém, ou seja, ainda no exercício da função de Comandante-em-Chefe da Esquadra, quando aconteceu a inauguração do Esquadrão de Helicópteros, do Comando do 4º Distrito Naval.

Destaque: Grande trabalho do atual Superintendente de Praticagem da Barra

O colunista que bordeja diariamente pelo setor, não poderia deixar de fazer um destaque muito especial, para o comandante Jorge Luiz Barbeito Costa Ferreira-Capitão-de-Mar e Guerra da Reserva da Marinha, hoje desempenhando com absoluto destaque as funções de Superintendente da nossa secular Praticagem da Barra, que do seu gênero é uma das mais bem organizadas na América Latina, que ao longo da sua existência jamais se envolveu em qualquer acidente, ao contrário, só consignando elogios dos seus tomadores de serviços e das autoridades navais. Por sinal, teve papel de extraordinária importância também para que tornasse realidade o aumento de calado do Canal do Quiriri, proporcionando a entrada de maiores navios no porto de Vila do Conde.
Repetimos, por tudo isso, sem favor nenhum, essa entidade é merecedora do Prêmio ANTAQ – Agência Nacional de Transportes Aquaviários. Com a palavra o nosso amigo Mário Póvia, presidente desse órgão do Governo Federal.

RIO MAGUARI qualificado para construir qualquer embarcação

O mega estaleiro RIO MAGUARI tem sido objeto de grande destaque nacional, com informações nos grandes veículos ligados ao setor, por tudo de bom que vem realizando no setor da indústria naval. Com sua marca hoje até no Mercosul, orgulho sem qualquer dúvida para indústria naval da Amazônia.
Esse estaleiro hoje está habilitado para construir qualquer tipo de embarcação e não será nenhuma surpresa se dentro em breve entrar também no mercado voltado para Unidades Especiais para a Marinha do Brasil, já que está devidamente habilitado para tal, com especial estrutura e profissionais de alto nível.

DPC – Diretoria de Portos e Costas sempre bem informada da competência dada ao CONAPRA

A autoridade competente da Marinha está sempre bem informada da competência dada ao CONAPRA – Conselho Nacional de Praticagem, voltada para a NORMAN-12 que regulamenta o serviço de Praticagem.
Como se sabe, entre as delegações previstas estão a aplicação do curso de atualização de Práticos e homologação das Estações de Praticagem (Atalaias), e tripulações das lanchas dos Práticos, além da realização de inspeções e laudos necessários a homologação das lanchas pela Capitania dos Portos. Tudo vem sendo cumprido dentro das recomendações da DPC – Diretoria de Portos e Costas.

MARESIAS

Pelo que se observa, dentro em breve chegará a bom termo o aumento de calado na Barra Norte, proporcionando a entrada no rio Amazonas de navios de maiores porte. Muito bom.

O Grupo MEGA continua expandindo cada vez mais as suas atividades, muito especialmente voltadas para grandes operações marítimas fluviais e portuárias. Nota 10 para o mesmo.

A essa altura a CPAOR – Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, já deve estar listando as empresas de navegação que serão premiadas através do PSNA-2019, no final do ano.

Comandante Álvaro Almeida, presidente do Centro de Capitães da Marinha Mercante no Rio de Janeiro, em linha direta com o colunista, sempre trazendo boas informações do setor.

Nosso grande amigo Almirante-de-Esquadra Marcus Vinicius, presidente do Tribunal Superior Militar, agradecendo a nota publicada na coluna. Gente fina é outra coisa.

Sem favor nenhum o cedepeano dr. Raul Ramos Moreira, foi um dos bons presidentes da nossa SOAMAR. Muita coisa boa aconteceu na sua gestão. Para ele vai o nosso grande abraço.

Com a pandemia, muitos amigos saíram do circuito, tanto assim que nem telefonemas atendem. Fazer o quê? Todos nós estamos no mesmo barco. Todo cuidado é pouco.

Tem gente no setor estudando a possibilidade de instalar em nossa capital uma loja para comercializar materiais exclusivos voltados para embarcações fluviais, pesca e marítima.

A empresa de navegação TRANSDOURADA, sem alardes, vai crescendo cada vez mais. Especializada no transporte de derivados de petróleo, vem atendendo toda a Amazônia. É nota 10.

Uma empresa da nossa capital que opera também nos serviços de travessias, sem alardes, poderá no próximo ano oferecer aos seus usuários mais uma novidade muito especial. Anotem.

A linha fluvial do Mosqueiro não saiu na gestão do atual Prefeito, mas, com certeza, José Priante vai atender a antiga reivindicação dos habitantes da Ilha. Aguardem.

Tem um grupo que, sem alardes, vai reabilitar as suas operações no porto de Vila do Conde, trazendo inclusive surpresas. Quem sabe, informa para aqueles que não sabem… (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
21 + 2 =