15/11/2020 (DOMINGO) – Hoje a coluna homenageia dois grandes SOAMARINOS que muito se destacam nacionalmente

0
15

Hoje o destaque da coluna vai para dois grandes SOAMARINOS, trata-se dos empresários e engenheiros Carlos Nascimento e Kleber Menezes, ambos portadores da alta comenda do Mérito Naval, que, por sinal, aparecem na foto ostentando a importante honraria, que só as grandes personalidades são agraciados pela nossa gloriosa Marinha do Brasil.
Como se sabe, ambos fazem parte Diretoria da nossa SOAMAR-Belém, que, por sinal, do seu gênero é uma das mais atuantes do Brasil, mantendo inclusive um extraordinário desempenho social, com total apoio do Comando do 4º Distrito Naval. É oportuno destacar também que ambos, pela seriedade em tudo que fazem, gozam de extraordinária estima nos meios navais. (Foto: Luiz Celso).

Rádio Marinha-FM orientando sempre os timoneiros para uma navegação segura

As embarcações fluviais que trafegam pelas áreas próximas de Belém, especialmente aquelas que transportam passageiros, mantém sempre sintonizado o rádio no seu passadiço, permanentemente na frequência da Rádio Marinha-FM, que a todo momento, com intervalos musicais, vem prestando as mais importantes informações voltadas para a segurança dos timoneiros, isto é mais um grande serviço que vem prestando a gloriosa Marinha do Brasil, que têm papel da mais extraordinária importância em todas as direções da Amazônia.

Empresas de navegação do Estado do Amazonas não recolhem ICMS

Graças às providências junto às Câmaras Reunidas de Justiça do Amazonas, hoje as empresas de navegação fluvial não recolhem mais o ICMS, isto graças ao trabalho do SINDARMA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Estado do Amazonas.
É oportuno destacar o grande trabalho desenvolvido pela atual diretoria do SINDARMA, que tem a frente a dinâmica amadora Jéssica Sabbá, que também é a Presidente da tradicional empresa de navegação amazonense Valdemiro P. Lustosa, que tem relevantes serviços prestados ao estado do Amazonas.

Vem a caminho o Projeto de Privatização dos Rios

A FENAVEGA realizou no último dia em Porto Velho-RO, uma importante reunião, na ocasião estiveram em pauta importantes assuntos ligados ao setor, inclusive relacionados com o Projeto do Governo Federal, voltado para a Privatização dos Rios, uma preocupação latente no setor.
Tudo indica que o referido projeto seja iniciado pelo Rio Tocantins, considerando a saída pelo Arco Norte, podendo o mesmo modelo ser estendido por outros rios.

Delegacia Fluvial em grande atuação

Elogiável sob todos os aspectos o trabalho que vem sendo desenvolvido no setor fluvial através da Delegacia de Polícia Fluvial que, com policiais especializados, está dando um basta nos conhecidos “ratos d’água”, muito especialmente na região do Marajó e das Ilhas.
Justiça se faça, mas no governo do nosso atual Governador Helder Barbalho, essa Delegacia vem se modernizando cada vez mais, com a incorporação, inclusive, de novas embarcações, muito bem dirigida por um profundo conhecedor da região.

MARESIAS

Muita gente não sabe, mas o Prático Gustavo Martins, ex-presidente do CONAPRA e agora presidente da FENAPRÁTICOS, foi colega de Turma do nosso grande amigo Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, que foi Comandante do 4º Distrito Naval.

Da turma que este colunista foi Patrono no CIABA, um dos Oficiais de Náutica da mesma, mediante Concurso para o Quadro da Marinha do Brasil, hoje já galgou o posto de Capitão-de-Mar e Guerra, servindo em outra capital. Muito legal.

Pelo que se observa, as privatizações da CODESP- Companhia Docas do Estado de São Paulo e da CODESA – Companhia Docas do Estado do Espírito Santo, só deverá acontecer no próximo ano, considerando a grande burocracia que envolve o assunto. Enquanto isso, aparece a CDP como a terceira… Anotem.

Já está confirmado o retorno de um conhecido Grupo especializado em operações marítimas, portuárias e logísticas para voltar a operar no porto de Vila do Conde. Equipamentos modernos e novos clientes. Depois eu volto ao assunto.

Vai confirmar a nossa informação, ou seja, a criação dentro em breve de uma Confederação em Belém. Melhores detalhes oportunamente, para não causar problemas e grandes disputas, porque tem gente de fora querendo ser o “padrinho”.

Justiça se faça, mas se não fosse a extraordinária atuação do SINDMAR – Sindicato Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante, a situação dos oficiais mercantes brasileiros estaria muito pior. Essa entidade, sem dúvida alguma, tem sido o porto seguro dos marítimos brasileiros.

Suas Delegacias, inclusive a de Belém, oferecem um atendimento muito especial, com visitas de serviço nos navios que transitam na área de suas jurisdições, com apoio total aos seus associados. Muito bom e nota-10.

O terreno que foi doado para a Marinha do Brasil em Miramar vai permitir que no mesmo local, com vazão para a baía do Guajará, funcione também a Patromoria. Isto, naturalmente, acontecerá quando houver recursos para tal.

Muita gente não sabe, mas a cidade de Marabá já teve uma movimentada Agência Fluvial da Capitania dos Portos, por sinal, suas atividades foram encerradas quando da construção da Hidrelétrica, que propiciou o encerramento das atividades dos barcos “marabaenses”.

Consta no setor que a empresa Aliança Navegação e Logística, deverá aumentar o seu número de navios porta-contêineres na rota de cabotagem até Manaus, com escalas no porto de Vila do Conde. Hoje essa empresa domina essa rota. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
8 ⁄ 4 =