25/11/2020 (QUARTA-FEIRA) – Baía do Guajará já foi palco de muitas Regatas a vela eventos que há muito tempo não acontecem

0
26

A baía do Guajará (Belém), já foi palco de movimentadas Regatas a vela (foto), que sempre aconteciam aos domingos, inclusive com a participação de alunos da EFOMM do CIABA – Centro de Instrução “Almirante Braz de Aguiar” e de outros apaixonados pelo esporte náutico.
É oportuno também lembrar das Regatas dos Clubes Sociais de Belém, como o Remo, Paysandu, Tuna e Bancrevea em disputa no campeonato com seus barcos. A festa ficava por conta dos navios dos SNAPP fundeados ao Largo, com música ao vivo e tudo o mais. Bons tempos… Recordar é viver.

Nova Diretoria da SOAMAR-Belém deverá assumir no dia 2 de dezembro

Tudo indica que a posse da nova Diretoria da SOAMAR-Belém, se não ocorrer acidente de percurso, no próximo dia 2 de dezembro, o que por certo será confirmado pelo Comando do 4º Distrito Naval.
Como se sabe, o novo Presidente da entidade será o armador e empresário Relton Osvaldo Pinto (foto), que com certeza dará continuidade ao grande trabalho da soamarina empresária dra. Sônia Guedes. Sobre o assunto voltaremos dentro de mais alguns dias com a devida confirmação. (Foto: Luiz Celso).

De volta os boatos sobre a estadualização da CDP

Sérios comentários estão novamente acontecendo no setor, com relação a estadualização da CDP – Companhia Docas do Pará, inclusive de que a CPH – Companhia de Portos e Hidrovias já estaria pronta para recebê-la. Pode não ter fundamento, porém não é impossível, mesmo porque a CPH, para quem não sabe, foi criada com essa finalidade, porém, na última hora não aconteceu.
Sobre este assunto, no último dia 6, o colunista recebeu uma série de telefonemas, até mesmo de empresários que atuam no setor de Vila do Conde. Uma coisa é certa, mais uma vez repetimos, que “onde há fumaça, existe fogo…”. Eu vou, mas volto.

Ainda a rota fluvial Belém/Mosqueiro/Belém diariamente

Qualquer empresa de navegação fluvial que opere no transporte de passageiros, muito especialmente a HENVIL, apresentam condições para fazer de imediato a linha fluvial Belém/Mosqueiro/Belém diariamente, desde que possa contar com uma subvenção, da Prefeitura de Belém ou do Governo do Estado, como antes já aconteceu, dinamizando inclusive o turismo na grande Ilha.
Como se sabe, a HENVIL dispõe de uma frota de confortáveis e velozes “Ferry-Boats” especializados para o transporte de viaturas e passageiros.

MARESIAS

Um verdadeiro gentleman o nosso estimado amigo vice-almirante Valter Citavicius Filho – Comandante do 4º Distrito Naval, sempre dispensando ao colunista uma atenção muito especial.

Com o anúncio de “privatização dos rios”, com certeza tão cedo não acontecerá a derrocagem do Pedral do Lourenço. Sobre este trabalho parece que tudo ficou mesmo no papel. Depois eu volto.

Se não fosse o elevado adestramento dos Práticos da BARRA, os navios da Transpetro não estariam atracando diretamente no Terminal Petroquímico de Miramar, tendo em vista o seu grande assoreamento.

Meu especial amigo CMG Ricardo Jacques, mesmo com muitos afazeres na movimentada Capitania dos Portos do Rio de Janeiro, continua bem informado do setor paraense, bordejando sempre por esta coluna.

O engenheiro e empresário Carlos Nascimento, de grande conceito junto as três FORÇAS, assumiu a vice-presidência da SOAMEX – Sociedade dos Amigos do Exército, em nossa capital. Excelente.

O Rudela Clube reuniu em almoço, seguindo as recomendações do momento, o grande homenageado, nosso muito estimado Almirante Valter Citavicius Filho. O Chef Mecenas estava cuidando do FILHOTE.

Nota 10 para a organização implantada no Terminal de Cargas e Passageiros da CELTE Navegação, que atende com conforto e segurança também a travessia Belém/Arapari/Belém.

Não me canso de elogiar a elegância e finíssima educação da executiva administrativa e financeira da secular Praticagem da BARRA, dra Lucília Camarão. Uma dama da melhor qualidade.

Um “passarinho” está sobrevoando o “Casarão” soltando mensagem sobre uma breve novidade no setor portuário do Pará. Só os bem informados estão cientes, porém, “caladinhos”…

A denominação do Aviso “TUCUNARÉ”, que faz parte do efetivo do 4º Distrito Naval, foi objeto de uma nota do colunista e acatada pelo amigo Almirante Marcus Vinicius.

Isto ainda antes de ser entregue pelo Estaleiro INACE, em Fortaleza, de cuja cerimônia participamos como convidados do amigo empresário Gil Bezerra, dono do referido estaleiro. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
24 ⁄ 12 =