Primeira sessão plenária da 2021: Tribunal Marítimo realiza primeira sessão plenária de 2021

0
25

O Tribunal Marítimo (TM) realizou, dia 9 de fevereiro, a primeira sessão plenária de julgamento do ano de 2021. Conduzida pelo Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, Juiz-Presidente, a sessão de nº 7.465 ocorreu no formato presencial, cumprindo todos os protocolos sanitários emanados pelos órgãos responsáveis, de forma a evitar a Covid-19.
Na abertura, Almirante Lima Filho relembrou a resiliência da tripulação do TM diante da pandemia e reforçou que os cuidados continuam. “Ultrapassamos com serenidade e firmeza o ano de 2020, lamentando as inúmeras vidas perdidas durante este triste período da história da humanidade. Esta Corte transformou dificuldades em oportunidades, introduzindo uma série de alterações, ajustou as velas e seguiu adiante, inclusive com a adoção de sessões por videoconferência. Contudo, as preocupações com a pandemia prosseguem e o TM segue tomando todas as medidas preventivas estipuladas pelas autoridades sanitárias”.
Estiveram presentes na sessão o Diretor da Procuradoria Especial da Marinha (PEM), Vice-Almirante (RM1) Domingos Savio Almeida Nogueira, integrantes do TM, além de representantes da comunidade maritimista, inclusive patronos que labutam na Corte Marítima.
O Tribunal Marítimo é um órgão autônomo, com jurisdição em todo território nacional, vinculado à Marinha do Brasil, e que tem como atribuições julgar os acidentes e fatos da navegação marítima, fluvial e lacustre, bem como as questões relacionadas com a navegação.

Navio ”HAIDAR” foi reflutuado e movimentado para outro local

Até que enfim aconteceu a reflutuação do navio-boiadeiro “HAIDAR”, que com cinco mil animais a bordo, que tinham o exterior como destino, naufragou antes de suspender do porto de Vila do Conde, há pouco mais de quatro passados.
Com apoio e fiscalização da Marinha também, a SUPERPESA, que venceu a Concorrência, movimentou a embarcação, movimentando-a em seguida para outro local.
O acidente que envolveu esse navio teve grande repercussão internacional pelos problemas causados ao meio-ambiente, com grandes prejuízos para os ribeirinhos, especialmente do município de Barcarena e outras localidades próximas. Já era sem tempo…

SINDIPORTO anunciado greve dos servidores da CDP

Os servidores da CDP-Companhia Docas do Pará, reunidos em Assembléia Geral, através do SINDIPORTO, decidiram por um movimento grevista, se as reivindicações não forem atendidas pela estatal, segundo uma fonte da empresa.
A demora da assinatura do Acordo Coletivo do Trabalho e o desconto em duplicata das contribuições ao PORTUS, são itens que também estarão dando origem ao referido movimento.
O SINDIPORTO espera ainda que seja encontrada uma solução para que não sejam paralisadas as atividades dos diversos portos administrados pela CDP, que certamente virá trazer grandes prejuízos.

Representantes do SINDARPA estiveram com o Ministro da Infraestrutura em Brasília

O Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, agora sim está muito bem informado da navegação fluvial, pelo menos na Amazônia Oriental, mas isto graças também ao trabalho imprimido pela atual Diretoria do SINDARPA – Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agências de Navegação no Estado do Pará, a frente o jovem presidente Dr. Breno Dias e os demais diretores que já estiveram em Brasília, ciceroneados por políticos influentes da Bancada Federal do Pará.
Conforme já informamos anteriormente, hoje o SINDARPA é a maior força da nossa navegação, melhor ficará se for prestigiado por todas as empresas deste setor. É hora de maior união.

BAIXO TOCANTINS necessitando da visita de um NASH da marinha

Faz bastante tempo que um NASH – navio de Assistência Hospitalar da Marinha do Brasil não bordeja pelo Baixo Tocantins. No momento seria oportuno que um deles atendesse os municípios mais carentes como Cametá, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba e Baião, proporcionando aos ribeirinhos serviços médicos-odontológicos e laboratoriais.
Observação de um filho ilustre do município de Limoeiro do Ajuru, outro senão o grande Mestre-PHD Mecenas Gonçalves, mais conhecido como Príncipe da PONTA DO FLUXAL.

BEIRA DO CAIS

Com uma total repaginação, o Terminal de Cargas e Passageiros da CELTE passou a oferecer melhores condições para os seus usuários. Muito bom e nota-10.

Nosso grande amigo, o Dr. Luiz Otávio de Oliveira Campos continua gozando de extraordinário prestígio em nosso Estado. Isto é muito bom.

Há muitos anos, a CNA-Companhia de Navegação da Amazônia, manteve uma linha direta Belém/Iquitos no Peru, na ocasião sua sede era em Belém.

Passados mais de meio século que o luxuoso navio “Presidente Vargas” naufragou no rio Paracauari, bem em frente ao Trapiche Municipal de Soure.

O acidente aconteceu logo após a atracação e o desembarque de mais de 500 passageiros e tripulação. Por um milagre não teve nenhuma vítima.

O município de Bragança, através da Câmara Municipal, continua reivindicando a instalação de uma Agência Fluvial. O número de embarcações é bastante expressivo.

Muita gente não sabe, mas o tradicional Grupo H.DANTAS, do qual faz parte a SULNORTE, já funcionou há alguns anos com um movimentado Escritório em Belém.

Do Grupamento de Patrulha Naval fazem parte também algumas Unidades construídas em Fortaleza pelo estaleiro INACE, todas elas com excelente desempenho.

Aliás, o INACE é o único estaleiro que funciona na capital cearense, isto há quase meio século, fundado pelo empresário Gil Bezerra. Sua marca chegou no exterior.

O armador Relton Osvaldo Pinto, “cap” do Grupo Atlântica Matapi, numa verdadeira ponte fluvial entre Belém e o Porto de Vila do Conde, utilizando uma lancha muito especial.

A Camila Navegação vem dando um apoio muito especial ao município de Santarém e Cametá na realização de importante serviço de Travessia, sempre consignando muitos elogios.

Uma especial atenção vem dando ao setor fluvial e portuário o nosso Governador Helder Barbalho. A futura Janela para a Guajará vai ser, sem dúvida alguma, uma grande atração turística.

O navio fluvial “Barcarena”, que pertence ao Governo do Estado, continua encalhado no “BARRANCO” de Miramar, ainda em boas condições de tráfego. É irmão gêmeo do “SOURE”.

O jovem armador Dário Pantoja, do Grupo Camila, faz parte também da Diretoria do SINDARPA e, nacionalmente, da CNT-Confederação Nacional dos Transportes. Verdadeiro gentleman.

Tem gente grande entrando no circuito para que seja evitada a transferência de bandeira de alguns navios da TRANSPETRO, o que na verdade seria um absurdo. (AS).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

Seu comentário
Seu nome

Solve : *
24 + 3 =